Somos um Fórum de RPG, focado em D&D, porém com sistema mais aberto. Criação de personagem e raças completamente customizáveis!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Faculdade

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   10/10/18, 02:14 am

capacidades escreveu:
- Conhecimento – Sobrenatural – Nv. 9 (950 / 1000)
- Conhecimento – História – Nv. 1 (150 / 200)
- Conhecimento - Armas Brancas - Nv. 0 (050 / 100)

-Ah... Seu pai, então você é um príncipe. -Comentei sorrindo de leve. -Não somos tão diferentes assim então. -Continuei sorrindo leve sem mostrar os caninos. Enquanto isso ele falava do tal Rei da charada. -Rei Arthur... Hum, nunca ouvi falar mesmo, mas vou pesquisar. Mas é estranho só ele conseguir tirar a espada da pedra... Não pensaram em quebrar a pedra? -Dito isso, naveguei no computador facilmente, já escrevendo em português fluente. -Rei Artur é um lendário líder britânico que, de acordo com as histórias medievais e romances de cavalaria, liderou a defesa da Grã-Bretanha contra os invasores saxões no final do século V e no início do século VI. Os detalhes das histórias Arturianas são em sua maioria compostas por folclore e invenções literárias, e sua existência histórica é motivo de debate acadêmico entre os historiadores contemporâneos. O contexto histórico escasso sobre Artur foi construído a partir de várias fontes, incluindo o Annales Cambriae, a Historia Brittonum e os escritos de Gildas. O nome de Artur também é citado em poesias medievais, como a de Y Gododdin. Artur é uma figura central das lendas classificadas atualmente como Matéria da Bretanha. O lendário Rei Artur começou a despertar grande interesse internacional através da popularidade da crônica fantástica e imaginativa Historia Regum Britanniae (História dos Reis da Bretanha), composta pelo clérigo galês Godofredo de Monmouth. Em alguns contos e poemas galeses-bretões que datam antes desse trabalho, Artur aparece tanto como um grande guerreiro defendendo a Bretanha de inimigos humanos e sobrenaturais, quanto como uma figura mágica folclórica, algumas vezes associado com o paraíso celta (Outro Mundo) Annwn. É desconhecido se a crônica de Godofredo é de autoria própria ou influenciada por outras fontes. -Pausei. -Oh, legal, ele lutava contra sobrenaturais em algumas lendas. Agora eu sabendo que essa coisa de sobrenatural existe fica tudo muito mais claro. Eu não acreditava em nada disso quando... Você sabe. -Ainda não me sentia confortável em dizer quando eu era vivo, soa estranho...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   10/10/18, 01:01 pm

- O sobrenatural é natural para nós agora, imagino que seja difícil, afinal você era humano, mas para mim não havia o desconhecido, desde que nasci eu estudei e fui treinado para ser quem eu sou hoje. Meu nome verdadeiro significa "Você Irá" em Suaíle, uma das línguas faladas em Wakanda. - Responderia um tanto entretido com a história ditada pelo garoto, já que o livro era um tanto entediante, mas não como os livros de gastronomia, mesmo com ilustrações e joguetes de palavras. Era como ler uma paródia de várias coisas, um tanto sem graça por assim dizer. Se bem que T'Challa preferia leituras instrutivas em vez de comédia ou paródia, e talvez isso o estivesse deixando desgostoso com aquela leitura.


Capacidades escreveu:
- Conhecimento – Culinária / Nível 5 – 500/600 exp.
- Conhecimento – Literatura / Nível 5 – 500/600 exp.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 49

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
0/500  (0/500)
HP HP:
57/70  (57/70)
SP SP:
30/70  (30/70)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   10/10/18, 01:45 pm

Robert Kirkland continuou montando o grande quebra cabeças se baseando na grande quantidade de informações, tendo que aprender um pouco sobre biologia, direito e cartografia, apesar de não ver exatamente onde essas coisas se uniam, mas pelo menos as partes dos 3 grandes quebra cabeças não estavam sendo tão complicadas, claro, ele não estava bem ordenado e apesar de alguns cantos completos a maior parte do que tinha conseguido eram partes individuais que estavam no meio em algum ponto da figura maior dando uma pequena aula sobre um assunto ou outro.
-charadas, charadas e mais charadas, eu tenho certeza que isso tem um proposito, mas da forma como estou vendo até agora algum louco com um hobby gastou uma grana para fazer testes mentais e físico bem escondidos.

Conhecimento – Biologia
Conhecimento – Direito
Conhecimento – cartografia

nível 2 -> 4
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 49

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
0/500  (0/500)
HP HP:
57/70  (57/70)
SP SP:
30/70  (30/70)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   10/10/18, 01:50 pm

As partes do quebra cabeças foi ficando mais e mais completo, porem igualmente mais complicado como as informações foram ficando mais especificas e as pecas foram diminuindo, fazendo as partes menos inteligíveis mais difíceis de encaixar em um ponto ou outro, sem falar que a sala não era refrigerada então carregar aquelas partes de um papelão grosso de um lado para o outro em uma sala fechada procurando o local que elas deveriam se encaixar estava começando a fazer ele suar mais pelo calor que estava formando do que pelo esforço, porem era possível ver que a primeira figura esta formando um grande esquema anatômico com varias ressalvas de componentes biológicos finos, o segundo formava uma grande pagina de diversas legislações juntas e a ultima era um mapa bastante detalhado.

Conhecimento – Biologia
Conhecimento – Direito
Conhecimento – cartografia

nível 4 -> 6
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 49

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
0/500  (0/500)
HP HP:
57/70  (57/70)
SP SP:
30/70  (30/70)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   10/10/18, 01:58 pm

As ultimas partes forma se encaixando deixando pouco a se fazer, criando assim as grandes imagens, aquele esquema biológico estava incluindo também uma longa lista de enzimas e organelas que lhe eram familiares, alem de algumas proteínas enquanto que o esquema legal era basicamente um livro de direito reorganizado de maneira que as leis estivessem próximas uma a outra com as partes importantes e de referencia linkadas uma a outra, já o mapa tinha uma longa lista de escalas, rotas, uma rosa dos ventos, questões topográficas e demais informações minuciosas que permitiriam uma localização precisa e até mesmo tridimensional caso fosse necessário.
-isso na verdade é bem interessante e bastante educativo, vai ver algum tipo de professor louco fez essa coisa toda, não virou febre uns tempos atras um jogo de um professor maluco?

Conhecimento – Biologia
Conhecimento – Direito
Conhecimento – cartografia

nível 6 -> 8
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   11/10/18, 05:05 pm

capacidades escreveu:
- Conhecimento – Sobrenatural – Nv. 10 (1000 / 1000)
- Conhecimento – História – Nv. 3 (350 / 400)
- Conhecimento - Armas Brancas - Nv. 2 (250 / 300)

-Não foi só o fato de eu ser humano, mas também por não acreditar em nada místico. -Comentei um pouco envergonhado. -Por isso também que nunca me interessei pelas lendas, mesmo as do meu País. -Continuei olhando fixamente pra tela do computador. -Você parece um tanto entediado com esses livros... -Comentei o olhando agora e reparando em como ele estava. -Achei algo sobre Aparições... Por natureza, nós e aparições, somos insubstanciais. Ainda assim, temos existência, de modo que possuímos uma espécie de substância. Essa substância é chamada plasma, porque não pode ser descrita pelas normas científicas de matéria sólida e fluida, mas como alguma coisa intermediária, semelhante ou completamente diversa. O plasma do corpus de uma aparição mantém, em sua maior parte, uma forma semelhante à da carne; é a forma segundo a qual o espírito acostumou-se a reconhecer sua identidade, e é mantida através do hábito. Contudo, certas aparições aprenderam a arte de moldar seu próprio plasma e ocasionalmente o dos outros para assumirem a aparência que desejarem. Através dessa arte, podem disfarçar-se, e alguns conseguem até moldar objetos de plasma como se fossem de barro, atribuindo-lhes qualquer forma. Assim como todas as coisas no mundo são baseadas em alguma variedade de matéria, todas as coisas no Mundo Inferior são compostas por alguma espécie de plasma. As aparições tendem a assumir um Corpus que de alguma maneira reflita a forma como vêem a si mesmas. Por exemplo, um aparição pode surgir como no momento de sua morte, ou no início de sua vida, ou na época em que sofreu mais. Algumas aparições usam seu conhecimento de mistérios para moldar seus corpos em formas monstruosas ou beatíficas (bancando assim o demônio ou anjo) mas isso só serve para fortalecer a Sombra. -Li atento ao que falava, era bem diferente aquilo. -Seria um fantasma com poderes hahahaha. -Dei uma risada nervosa, mas aquilo era de fato interessante. Olhei pro livro de culinária que ele lia. -Ainda bem que não como essa variedade toda. -Sorri brincalhão vendo algumas comidas requintadas e outras nem tanto, mas que eu jamais havia visto antes. -Engraçado... Não sinto a mínima vontade de comer essas comidas. -Comentei comigo mesmo voltando pra postura ereta, já que estava um pouco inclinado pra olhar o livro. -Acho que vou pegar algo sobre tecnologia... Afinal é nosso maior inimigo né. -Disse me levantando pra ir pegar o tal livro e depois voltando pro lado dele. -Designa-se arma branca um objeto que possa ser utilizado agressivamente, para defesa ou ataque, mas cuja utilização normal é outra, geralmente para trabalho. Machados, facas e martelos são armas brancas; já outras armas como pistolas e rifles, por exemplo, não se incluem nessa categoria, pois são armas de fogo e a sua finalidade primária é ferir um oponente. Noutra definição, arma branca é todo objeto criado para ferir alguém. Independentemente de levar a morte ou não. Exs.: espada, soco inglês, chuço, punhal, nunchaco, etc. Nesta definição, objetos como faca, facão, foice, tesoura, etc., não são armas brancas em virtude de seu fim não ser ferir a alguém, mas funções diversas, como cortar carnes, legumes, madeira, panos, etc. Agora, se estes objetos forem utilizados para ferir a alguém, serão chamados de "instrumentos do/de crime". -Li um pouco sobre armas brancas no geral, era interessante ver por aquele lado. -Você se importa se eu me alimentar? Já passou um pouco da hora. -Perguntei um pouco sem graça, mas mostrando um pacote de sangue dentro do sobretudo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   11/10/18, 05:51 pm

- O outro era mais interessante... - Respondeu ele com um suspiro cansado, já fechando aquele livro. - Ouvir sobre a Aparição estava mais interessante que ficar preso nessa paródia de culinária. -  Continuou pousando o livro à mesa e se espreguiçando. - Mas não sente falta nenhuma da comida? Quer dizer, ao menos do gosto das coisas? - Indagaria também se levantando junto com ele para pegar outro livro. - A tecnologia tem dessas... Minha irmã adora isso, já eu prefiro a simplicidade de algumas coisas como o campo, a natureza e os costumes e tradições da Tribo. - Voltaria com ele para a mesa com um novo livro, "Clássicos da literatura culinária", um guia dos oito maiores livros de culinária da Europa, quem sabe isso sim fosse do seu interesse, e portando sorria esperançoso. - Não... Só ainda acho esquisito... Mas melhor que não faça de quem não quer... - Diria um tanto enojado, mas mantendo um tom de voz e expressão facial amigáveis.


Capacidades escreveu:
- Conhecimento – Culinária / Nível 7 – 700/800 exp.
- Conhecimento – Literatura / Nível 7 – 700/800 exp.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   11/10/18, 08:42 pm

capacidades escreveu:
- Conhecimento – Tecnologia – Nv. 2 (200 / 300)
- Conhecimento – História – Nv. 5 (500 / 600)
- Conhecimento - Armas Brancas - Nv. 4 (400 / 500)

-Hum... -Pensei um pouco. -Não, não sinto... É difícil explicar, mas imagine a comida mais saborosa que já comeu na vida. É isso que eu sinto toda vez que me alimento. -Comentei tentando explicar o porquê de não sentir saudades da comida deles enquanto voltávamos pra mesa. -Por isso é tão difícil parar de beber antes de matar a pessoa... Além do sabor, uma sensação de satisfação, mais forte que um gozo em si se apossa do vampiro... -Comentei enquanto tirava um canudo longo pra não precisar mostrar o saco pra ninguém e começava a beber. -Mas é um pouco diferente beber de um saco de transfusão pra uma pessoa. -Expliquei um pouco receoso de como falar daquilo com ele, visto que não era seu tipo de alimento e sorri amarelo. -Quando me transformei relutei muito pra me alimentar. É bem estranho... Pensar nisso do nada, sabe, mas acabei tendo que me forçar a isso, já que poderia acabar atacando alguém por fome... -Falava de forma baixa já que ele ouviria de qualquer forma o que eu dizia. Logo terminei o saco e guardei o canudo. -Eto... Gomen nasai. -Não sabia se ele queria saber sobre aquilo e acabei falando pelos cotovelos. -Oh, então ela deve ser muito inteligente. -Comentei sorrindo voltando aos estudos. -Devo dizer que a tecnologia cobre muitas falhas humanas... E que é impossível viver hoje em dia sem ela, por isso estou querendo estudar sobre isso. Vai que um dia eu precise né? Acredito que todo o tipo de estudo um dia possa servir pra algo. -Comentei voltando a ficar quieto. -Imagino que seja bom em armas brancas. -Indaguei sem perguntar de fato, deixando aberto se ele quisesse falar sobre. -Eu uso katana, já fazia kenjutsu antes dessa nova fase, mas parece que agora melhorei muito. -Comentei procurando sobre katanas no computador. -É uma tradicional Espada japonesa (nihontō) que foi usada pelos samurais do Japão antigo e feudal. A katana é caracterizado por sua aparência distintiva: uma lâmina curva, de um único fio com um protetor circular ou esquadrado e um cabo longo para acomodar duas mãos. Surgida no Período Muromachi, era a arma padrão dos samurais e uma das suas variantes, a wakizashi, era usada pelos ninjas. É utilizada para a prática do kenjutsu, a arte de manejar a espada. A katana era usado em campo aberto, enquanto a wakizashi servia para combate no interior de edifícios. Apesar dos samurais terem desenvolvido tradicionalmente a esgrima usando uma espada manejada pelas duas mãos juntas, existem estilos de kenjutsu que possuem técnicas com ambas as espadas ao mesmo tempo, como por exemplo o Tenshin Shoden Katori Shinto Ryu e o Niten Ichi Ryu de Miyamoto Musashi. A katana era muito mais do que uma arma para um samurai: era a extensão de seu corpo e de sua mente. Forjadas em seus detalhes cuidadosamente, desde a ponta, até a curvatura da lâmina eram trabalhadas totalmente a mão. Assim, os samurais virtuosos e honrados faziam de sua espada uma filosofia de vida. Para o samurai, a espada não era apenas um instrumento de matar pessoas, mas sim uma forma de fazer a justiça e ajudar as pessoas. A espada ultrapassava seu sentido material; simbolicamente, era como um instrumento capaz de "cortar" as impurezas da mente. -Parei de ler olhando brevemente pra Onuris.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   12/10/18, 01:17 am

Havia sido desatento com o prefácio do livro, ou quem sabe estivesse errado na etiqueta da biblioteca, mas ele não tratava de oito, mas quinze dos maiores livros de gastronomia ao longo de quase oito séculos na Europa. Ele discursava sobre a origem histórica das receitas, bem como a evolução da arte culinária nesse período. Havia inclusive a biografia dos autores, tudo de uma forma tão sistemática e organizada que dava a sensação de estar pesquisando ao lado de um historiador. - Fascinante... O que disse também é fascinante... Eu aprendi a pescar usando uma lança e a caçar com arco e flecha, mas no geral aprendi mais a lutar com as minhas próprias mãos do que depender de armas. Elas podem dar uma vantagem aparente, mas tudo sempre se resume ao combatente e não apenas ao armamento. - Dividiria com o menino sua experiência antes de proceder na leitura do livro, era inusitado estar numa sessão de estudos com um vampiro, ainda mais dando-se bem com ele.


Capacidades escreveu:
- Conhecimento – Culinária / Nível 9 – 900/1000 exp.
- Conhecimento – Literatura / Nível 9 – 900/1000 exp.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   15/10/18, 01:35 am

capacidades escreveu:
- Conhecimento – Tecnologia – Nv. 4 (400 / 500)
- Conhecimento – História – Nv. 7 (700 / 800)
- Conhecimento - Armas Brancas - Nv. 6 (600 / 700)

Ele não pareceu ligar pelo que eu disse sobre minha alimentação. Achei interessante o fato dele preferir lutar desarmado, mas concordei com ele com o fato que a arma não faz o guerreiro. -Hai, eu ouvi muito isso de meu sensei... "A arma não faz o guerreiro." -Tente imitar sua voz séria e grossa falando, em minha língua. -A pesca, primeira atividade humana de sobrevivência, adquiriu uma dimensão lúdica quando o homem se tornou pastor e agricultor. Desde então, seu exercício não visa apenas à obtenção de alimento: o homem descobriu o prazer da captura, passando a pescar não apenas por necessidade, mas também para dar largas a esse prazer. Desse fator nasceu a pesca desportiva, cujo desenvolvimento está estreitamente ligado à evolução dos petrechos de pesca. Tal evolução tem como característica a crescente delicadeza dos implementos: quanto mais leves, mais desportiva é a pesca. No moderno conceito de pesca desportiva distinguem-se quatro elementos indispensáveis: o anzol, a linha, a vara e o molinete. -Dei uma pausa pesquisando mais a fundo. -A primeira vara de pescar não era bem uma vara, era somente o anzol preso numa linha. O anzol era feito de ossos, madeira ou concha. Eles lançavam o mais longe que conseguiam e recuperava o anzol com o peixe ao puxar o cordão. O cordão era feito de fibras de animais ou vegetais. Do séc. 14 ao 17 foram melhorando a vara de pescar, fazendo o anzol de metal, o cordão de nylon e as varas passaram de bambo para built cane...? -Sorri com a aula de história. -Bem interessante. -Comentei ainda em dúvida sobre o que era aquele nome estranho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Faculdade   15/10/18, 10:52 pm



Capacidades escreveu:
- Conhecimento – Culinária / Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Literatura / Nível 10 – 1000/MAX.


A leitura estava divinamente melhor, aquele livro sim fazia o que T'Challa conseguia apreciar, uma viagem pela história da culinária e não só receitas e piada como o último. Ele conseguia aprender e quando notou já estava terminando uma sessão inicial e partindo para uma que tratava de pescados assados portugueses, bem em sincronia com o que Masako estudava de certa forma. - Curioso como são as coisas... - Diria isso com um sorriso e rindo brevemente, até que sua pulseira Kimoyo acendeu uma das esferas fazendo o som de um telefone. - Com licença... Alô... - Ele pegaria então o telefone em seu bolso que estava conectado a bluetooth à pulseira. - Estava estudando algumas receitas com bacalhau... Já está voltando pro hotel? OK, eu encontro você lá, te amo. - Era Priya na linha, os dois vieram juntos ao Brasil e ela estava trabalhando, e voltava ao hotel para descansar. - Masako-kun... Domo Arigatou Gozaimashita. - Ele colocaria o telefone no bolso e se curvaria numa reverência japonesa ao rapaz. - Continue estudando sempre, e nunca se esqueça de quem você é. Pode parecer difícil lidar com os instintos, mas lembre que eles fazem parte de você, nada é insuperável, o homem e a fera podem vivem em harmonia dentro de você, só depende da sua disciplina. - Ele daria a mão para apertar a do garoto com firmeza e quando ele menos esperasse o puxaria para um abraço apertado. - Pode me chamar de T'Challa da próxima vez que me vir... Sayonara! - Diria em sussurro a ele, num tom que somente aqueles com ótimos sentidos ouviriam, e terminaria de se despedir com um aceno e falando por fim em japonês de novo.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Faculdade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Faculdade
Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
 Tópicos similares
-
» BUXTON, Anita Joy
» Sistema de Disciplinas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Multiverso da Fantasia RPG :: Treinamentos :: Elevação de Capacidades :: Segunda Área-
Ir para: