Somos um Fórum de RPG, focado em D&D, porém com sistema mais aberto. Criação de personagem e raças completamente customizáveis!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 1 - A Morte do Rei

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 10:39 am


Era uma noite de sexta feira, por volta das sete da noite. Onúris voltava para casa após um dia de estudos e aulas, alguns administrados por ele, outros que ele assistia para sua tese em História. Ele vestia-se com um sobretudo negro, calça e camisa de mangas compridas na mesma cor, e é claro botas militares. Ele preferia os chinelos ou sandálias, mas sabia vestir-se para a ocasião, e não seria digno um doutor em Línguas e aspirante a Historiador vestir-se desleixadamente. Havia uma saudade em seu peito, um buraco, um aperto, estava na América fazia mais de uma década, porém por alguma razão, naquele dia sentia-se com saudade de casa, da família, do sol, da brisa fresca e pura, do chão com terra, areia e grama, de correr livre pelos campos, mergulhar nas águas do lago cristalino. - Não pode ser... - Murmurou à frente do apartamento que dividia com Priya, namorada, colega, amante e amiga. Um cheiro diferente e muito familiar estava no ar, ele sabia quem era aquele, jamais esqueceria. - B'Tumba?! - Exclamou abrindo um largo sorriso ao ver seu velho amigo, estava chateado consigo anos atrás e havia voltada para casa, mas agora estava ali, vestido com as roupas tradicionais da nação, sentado ao sofá bebendo chá com Priya. - Boa noite... Meu Rei... - Rapidamente, antes que pudesse dizer qualquer coisa para o amigo, ele se ergueu, apenas para juntar as mãos abaixo com abdômen e lhe reverenciar. - O que significa isso?? - Onúris sentiu o vazio de antes aumentar, em uma proporção que parecia desmorona-lo de dentro para fora. Suas mãos se fecharam em punhos, seu olhar estreitou-se, só tinha uma explicação. - Eu disse para dizer o que significa!! - Onúris explodiu, avançou para cima do amigo o pegando pelos colarinhos, os olhos dos dois reagiram, ambos cheios de lágrimas e começando a ficar inchados. - Onúris?? O que está havendo aqui?? Rei?? - Priya estava quieta até fazer tais perguntas, sua face demonstrava confusão e dúvida. - O Rei Ajani... Não está mais entre nós... Ele ficou doente na última semana... Não suportou... O Ahadi pediu para que viesse busca-lo... Príncipe T'Challa... A Provação pelo Combate exige sua presença... Para que seja coroado... - B'Tumba falava embargado para para senti-lo soluçar e tremular, estava abalado, mas não tanto quanto Onúris. O vazio era insuportável, desespero, tristeza, solidão, ira, tudo aglomerado e explodindo-lhe no peito. Suas mãos perderam a força que faziam, soltou o amigo e simplesmente caiu ao chão de joelhos, chorando e urrando, de uma forma tão intensa, tão desesperada, não havia postura, nem educação, nem título, nem posse ou diploma, era como um infante de tamanho maior, clamando a volta do pai. - Seu pai... Ele morreu?? - Priya buscou consola-lo, ajoelhando-se ali e o abraçando, colocando seu rosto entre os seios dela, tentando conforta-lo, mas o choro, gemidos e gritos mesmo nos braços dela persistiam. - O Rei... Vosso Pai... Eu o amava como se fosse meu sangue... Eu entendo em parte a dor... Príncipe T'Challa... Não posso dizer que é a mesma que sinto... Mas o senhor tem obrigações por vir... - O amigo aproximou-se do casal, ajoelhando-se à frente deles, prostrando sua testa ao tapete campestre que ali havia à frente do sofá. - Eu fiz segredo... Escondi quem eu era... E ainda assim você me consola?? - Diria ainda entre soluções, no entanto tentando se segurar, desfazendo o abraço de Priya e lhe segurando as mãos, olhando-a nos olhos.
B'Tumba:
 

Priya:
 

_________________


Última edição por Onúris em 03/09/18, 12:58 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 02:19 pm

Ver seu amigo de infância era de certa forma reconfortante, afinal estavam separados à tempos, brigados. Mas ali não era uma ocasião comum, uma visita por causa de saudades ou outro sentimento puro e bonito, mas sim uma fatalidade que o jovem Príncipe descobriria rapidamente com a forma que seu amigo lhe dirigia. Quando descobriu que seu pai e Rei de Wakanda havia falecido, surtou em raiva e tristeza, de uma forma que jamais sentiu em toda sua vida. Ali, junto com eles, uma amiga do príncipe também estava presente, ouvindo tudo sem entender muito do que falavam por não saber da hereditariedade do amigo, se tornando uma surpresa, mas que isso não a impediu de se dirigir a ele reconfortando-o.

-Você deve ter seus motivos pra esconder de mim e de todos sobre o fato de ter sangue real... Mais importante que eu estar chateada com algo, você perdeu alguém querido, e estarei ao seu lado pro que precisar. -Disse Priya respondendo a pergunta dele, deixando que ele a abraçasse de certa maneira íntima e sofrida. Eles se afastaram um pouco e em silêncio se entreolharam. -Imagino que tenha muitas coisas a resolver... -Disse triste, seria uma provável separação ali?

-Precisamos ir T'Challa, temos pouco tempo para a preparação do ritual de combate da coroação. -Afirmou respeitoso, mas ao mesmo tempo apressado. Conforme falava aquilo uma nave aparecia sobrevoando acima de suas cabeças. Ela não fazia barulho ou soltava vento, e Priya ficou encantada ao ver tal tecnologia.


-Não quero te deixar sozinho... -Disse agarrando na manga da roupa de Onuris, como uma criança que não quer largar dos pais. B'Tumba ficou olhando sério para qual seria a decisão do amigo sobre a garota ir com eles ou não, porém não se intrometeria na resposta dele.
Dependendo de qual seria a reposta dele, iriam todos juntos na nave em direção à Wakanda. Não demorariam muito pra chegar na região do lago Turkana, indo para o norte e adentrando num tipo de barreira que os protegia do mundo externo.

A nave passou por toda a cidade bem estruturada, cheia de prédios de estruturas diferenciadas, porém sem tirar a personalidade da África daquela região tão tecnológica. Quando chegaram numa construção um pouco maior que as anteriores, e com um pátio extenso, a nave pousou e logo sua porta se abriu. Ali no pátio se encontrava sua mãe Ramonda, a líder da guarda Danai e a líder do grupo de ciências Shuri.

Ramonda:
 

Danai:
 

Shuri:
 

E além delas o restante da guarda estavam em fila mais atrás, em guarda. Sua mãe se aproximou o olhando saudosa, com lágrimas nos olhos, e braços abertos, convidando-o a um abraço silencioso e de luto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 02:45 pm



- Eu não esconderia se não tivesse motivos para tal... - Diria abraçando-a firme e apertado, tal qual era a sensação de sufocamento em seu coração entristecido. - Ngiyakuthanda... Eu te amo... - Ele lentamente se soltaria do braço dela, segurando-lhe o rosto com ambas as mãos, dando-lhe um beijo salgado pelas lágrimas, breve mas profundo. Antes de se levantar T'Challa colocaria a mão no ombro do amigo querido apertando-o firme e de forma um tanto abrupta o puxaria para um abraço , muito mais forte e saudoso do que aquele que dera em Priya, somatória da saudade do amigo e da dor da perda. - Ngizohlonipha ubaba. - "Eu honrarei o Pai", seriam as palavras que diria ao amigo em sua língua natal, a língua Zulu. - Preciso prestar os respeitos ao meu Pai, e é claro minha mãe e minha irmã... - Ele se colocaria de pé junto do amigo, mas não secaria suas lágrimas, as usaria como marcas de orgulho e amor, deixando-se que secassem naturalmente. Da janela poderia ver a nave que os aguardava, certamente paririam o quanto antes, e Priya se prenderia ao seu braço. - Eu sei que não... Você verá coisas das mais belas e únicas em Wakanda, mas deverá jurar por sua vida jamais falar sobre isso com aqueles que desconhecem sua verdadeira face. - Disse sério, mas aceitando ela ao seu lado, segurando firme em sua mão. - O Ahadi ficará surpreso em ver uma Nagah, mas não farão objeções à sua presença, mas deverá respeitar os nossos costumes. - Tendo dito isso partiria com ela para o lado de fora e para Wakanda partiria o trio. Rapidamente estavam em território seu, a luz do sol, o céu limpo, parte da sensação terrível passava por ver aquele belo lugar, as construções, o povo, tudo era belo e lhe dava felicidade. Apesar disso suas mãos firmavam-se fechadas, a dor persistia e ele sabia o que ainda estava por vir. Assim que pousaram, a líder da guarda real, sua mãe e irmã, todas lhe aguardavam. Ele manteria Priya ao seu lado conforme saia da nave, apenas soltando-se dela para abraçar a mãe. - Umama... - Diria "Mãe" enquanto a abraçava, apertado e triste, deixando mais lágrimas correrem. - Udadewethu... - Chamaria a irmã a braçando apertado também, rindo brevemente enquanto a espremia apertado como um urso a levantando um pouco do chão. - Danai... - Para a chefe de sua guarda o cumprimento de um guerreiro, batendo o punho direito em cima do coração e a olhando com firmeza. - Onde descansa o Pai? - Indagaria à mãe se forçando a manter um olhar firme e a postura ereta, apesar da voz tremular brevemente pela emoção ainda forte.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 03:11 pm

-Ndodana yami. (Meu filho) -Disse Ramonda abraçando o filho. -Kuhle... (Está tudo bem) -Com suas mãos apertou forte o corpo do filho, cheia de saudades. Sua irmã se aproximou assim que ele a chamasse, o abraçando também, porém rindo um pouco descontraída pelo abraço. -Mfowethu. (Irmão) -Disse um pouco triste voltando o olhar pra garota desconhecida, porém sem dizer nada ainda. Assim que ele cumprimentasse a líder da guarda, ela faria o mesmo movimento que ele, e as outras bateriam com as lanças no chão, ecoando pelo lugar o som do impacto. -Pelo visto não estava tão ruim lá. -Comentou Shuri, olhando pra garota. -Sou Priya. -Disse respeitosa enquanto se apresentava, mas sem saber ao certo como se portar. -Meus sentimentos majestade. -Disse um pouco triste e desconfortável com a forma em que foi apresentada à família dele. -Obrigado querida, quero que me contem tudo o que tem passado. -Afirmou enquanto os levava pra dentro da construção, passando no meio das guardas que fizeram suas fileiras, e os levaria até onde estaria o falecido Rei. Eles teriam todo o caminho pra conversar, não era muito demorado chegar na sala do trono, onde estaria um caixão muito belo, com escritas Wankandas e o símbolo da família deles gravado ali, além da tecnologia que fazia uma barreira azulada para impedir o contato dos vivos com o morto ou maculassem o corpo. Ele vestia roupas brancas reais, que significava a pureza e a luz, para ajudar o espírito achar o caminho correto. Parecia estar em paz, seu rosto estava leve como se estivesse dormindo somente. -Vamos iniciar o ritual agora que já está aqui... Estávamos só o esperando. -Comentou deixando que ele fosse até lá se despedir dele. Priya foi com ele até o falecido, juntando suas mãos e rezando por ele, mas caso Onuris demorasse, ela se afastaria e o deixaria ali caso quisesse maior privacidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 03:37 pm



- Perdão... - Diria à mãe e à irmão, havia esquecido-se de Priya por breves momentos, mas era o certo apresenta-la direito. - Esta é Priya Koothrappali, ela é uma colega de faculdade com quem estive vivendo nos últimos dois anos. - Explicaria para as mulheres da família, fazendo uma breve reverência. - Ela esteve comigo nos momentos de trabalho e pesquisa em Harvard, depois do meu Doutorado em Línguas. - Finalizaria erguendo sua cabeça e se mantendo ereto novamente. - Falaremos assim que tudo estiver em ordem, mas a prioridade é a homenagem ao Pai e depois a Coroação. - Ele sabia de suas responsabilidades e de sua cultura, faria as coisas de forma correta, mas seu olhar ainda era de tristeza, apesar de forçar-se a ficar sério e na postura digna de seu título e responsabilidade. O caminho à sala do trono era breve, e T'Challa preferiu ficar quieto, respirava compassadamente, buscando equilibrar as emoções, já que suas provação ainda estava por vir. Ao ver o repouso do Rei no entanto, seus olhos voltaram a encher-se de lágrimas, e caminhou praticamente robótico de tão duro. colocando as mãos na barreira que o afastavam do caixão, gradativamente tocando a testa na mesma e se deixando chorar. - Ubusise ubaba. - Pediria a benção ao Pai, chorando e firmando as mãos e atesta na barreira, ficando quieto pelo tempo que fosse, esperando Priya se afastar. - Kwangathi umphefumulo wami ungafanelwa nefa lakho... - Diria "que minha alma seja digna do seu legado" em sua língua natal afastando as mãos e a testa da barreira, limpando o rosto, esfregando as mãos juntas e depois as passando pelo rosto novamente. Então rugiria à plenos pulmões, como o verdadeiro leão que era, com os músculos dos braços enrijecidos e o peito aberto. Só então, de choro engolido e coração dolorido, porém um pouco mais apaziguado, que iria se dirigir à mãe, ajoelhando-se para ela com o joelho esquerdo ao solo e o direito flexionado e com o punho direito ao coração, olhando para cima, para olha-la nos olhos. - Aceitarei os desafiantes do Ahadi, assim como o Rei antes de mim decidiu que seria a nossa tradição, assim como o povo Zulu fez da sua tradição. Que as Mães Gaia e Bastet olhem atentas. - Falaria erguendo-se e olhando fixamente para a mãe.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 04:21 pm

Assim como Priya suspeitava, ele queria ficar sozinho com o pai, e assim que saiu de perto, ele falou algo ali e em seguida rugiu alto, fazendo sua voz ecoar pelos corredores da grandiosa construção, fazendo aqueles que trabalhavam lá parassem e se preparassem pra cerimonia. Assim que se ajoelhou na frente de sua mãe, ela o olhou cheia de carinho, se curvando brevemente para beijá-lo na testa lhe dando sua benção. -Sei que será um Rei tão bom quanto seu pai. -Disse sorrindo de leve. -Gaia e Bastet estarão lhe mostrando os caminhos para seguirmos. -Continuou se afastando um pouco para que ele se levantasse. Nesse momento um monge adentrou no recinto, com alguns ajudantes, que foram até onde jazia o corpo do Rei e seguraram firme o caixão, o levando pra fora. -T'Challa... -Disse o monge fazendo uma educada e sentimental reverencia a ele e à família.


Nisso a cerimonia começaria, e Zuri, o monge, iria na frente, falando um mantra de proteção e de encaminhamento da alma para o plano astral na língua Zulu, enquanto um incenso deixava o perfume pelos chiques corredores. O caixão vinha em segundo, atrás de Zuri, depois dele a família e mais atrás todos os que puderam ouvir o urro de Onuris e juntamente com o monge, entoavam um mantra em conjunto, fazendo um coral belo durante o trajeto. Eles foram para uma área baixa, onde plantavam uma planta diferente, da lenda deles, uma flor roxa e que no momento brilhavam intensamente, iluminando todo o lugar de iluminação precária. No centro, um altar e ali uma estátua da deusa Gaia e de Bastet, onde foi deixado o caixão à frente. O coral parou e o monge continuou entoando o mantra até o corpo do falecido brilhar. Nesse momento Onuris poderia ver uma gata grande, semelhante a uma pantera, sentar ao lado de seu pai e o olhar fixamente. Quando essa visão sumiu, o corpo do rei parou de brilhar e a partir dali rumaram para o jardim principal, onde o enterrariam. Assim que chegaram no novo lugar, a lua iluminava tudo, bem grandiosa, e debaixo da maior árvore o enterrariam. -Kuphelile... (acabou) -Diria Ramona e toda a guarda fez sua homenagem, batendo as lanças no chão algumas vezes, ecoando o som pelo lugar. Ramona se vira pra Onuris chorosa. -Meu filho, melhor que vá descansar. Em breve terá a cerimonia de coroação e precisará estar preparado. -Disse colocando as mãos em seus ombros. Shuri chorava um tanto descompassada e Danai estava desolada apesar de parecer forte no momento. Sua mãe ficaria ali mais um pouco, Priya e Onuris estariam livre pra ir pros seus quartos descansar do dia, da viajem e do momento desgastante.

Sorte sonho ou pesadelo escreveu:

>50 = sonho
<50 = pesadelo
=50 = insonia
Hagatsune efetuou 1 lançamento(s) de dados (D100.) :
3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 04:54 pm



T'Challa aceitou com carinho e respeito o beijo da mãe a olhando com um meio sorriso nos lábios, não tinha como ser um inteiro e de dentes à mostra, ainda sentia dor, mas estava determinado. - Zuri. - Cumprimentaria o monge com o mesmo respeito que ele lhe dava, mas não se conteria em abraça-lo assim que o mesmo terminasse a reverência, porém o fazendo brevemente, era chegada a hora. O montra para o funeral começava, tambores tocavam, flautas e é claro a voz do povo de Wakanda, ou ao menos dos presentes ali, representando o povo. O cheiro do incenso tomava conta do palácio, e todos marchavam, primeiro os monges, o caixão e então a família. Faria questão de estar ao lado da mãe, talvez quisesse segurar a mão de Priya, mas a ocasião exigia a família em primeiro lugar. Não ficou quieto, entoou o canto funéreo com os demais, em respeito às tradições e à alma que passaria adiante. As estátuas de Gaia e Bastet aguardavam no subsolo, no Jardim dos Reis, onde os Reis do passado eram celebrados, seria seu pai o primeiro a ser sepultado ali, mas era um local que lembrava os guerreiros que lideravam os Simba e os Zulu. Todos pararam de cantar, exceto Zuri, e então o corpo do Pai brilhava, sua alma seguia e ali, foi que T'Challa viu Bastet na forma de Pantera, buscando seu pai. - Dumisa Amakati Umama! - Falou "Salve a Mãe dos Gatos" com firmeza, sentindo os olhos encherem e todo o corpo enrijecer, tristeza e felicidade, saudade e amor, sentimentos tão opostos, e que se faziam presentes numa luta feroz dentro de si. Sua mãe ditava o fim, o corpo do pai não brilhava mais, e Bastet voltava ao mundo dos espíritos levando consigo o Rei Ajani. - Sim, minha mãe. - Faria acenaria que sim para a mãe, e com siso aproximaria da chefe da guarda. - Darai, por favor mostre a Priya um dos quartos de hóspedes, eu devo me recolher até o desafio. - Diria respeitoso, mas com tom de autoridade, dirigindo-se depois à irmã. - Shuri... O pai irá descansar e olhará por nós.- Beijaria a testa da irmã e a abraçaria carinhoso, depois a soltando para andar até Priya. - Verei você após o desafio, até lá boa noite. - Seria breve com ela, não podia pensar em mulheres, na verdade, não devia pensar em nada, tinha de esvaziar a mente e seguir rumo ao leito onde descansaria para amanhã lutar pela Coroa se o Ahadi assim desejasse. Tirou suas vestes, jogando-as em qualquer canto que fosse de seus aposentos, não tinha cabeça para saudades da infância ou do antigo quarto, pensava apenas em não pensar mais. Apenas de cuecas e com o colar de presas douradas, deixou-se, jogando-se à cama. O sono viria logo, começava sua viagem na terra dos sonhos, esta apesar do cansaço parecia desagradável. Via o pai ao longe, sozinho, e algo escuro pulava em seu pescoço, era um lobo?? Não podia ver direito, mas algo estava errado, seu pai se debatia e acabava com a garganta rasgada, manchando o solo arenoso num tom vermelho. T'Challa corria até o pai e com ele em seus braços, rugia em tristeza e fúria desesperado, enquanto que o Rei Ajani, murmurava algo a princípio inaudível, forçando ele a aproximar o ouvido da boca do pai, só que em vão, ainda não distinguia as palavras.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 06:22 pm

Apesar da tristeza do evento, foi uma cerimonia muito bonita e certamente inesquecível pra todos. Darai logo obedeceu as ordens de T'challa esperando que os dois se despedissem e levando Priya para o quarto de hóspedes. Sua irmã o abraçou apertado, e depois voltou pro lado de sua mãe, dessa forma Onuris teria liberdade pra se dirigir ao seu novo quarto e ter o devido descanso. O quarto era grande, não tinha muitas coisas suas, mas suas roupas já estavam lá e tudo já estava organizado pra seu novo abitante.

Infelizmente seu descanso não foi calmo, muito menos alegre, sendo uma visão ou um aviso divino de algo que não estava certo, ou que algo deveria ser feito futuramente. Não estava claro, mas uma figura parecida com um cão atacava seu pai e o matava. Por alguma razão aquela visão seria mais marcante do que a cerimonia do falecido pai, o fazendo acordar de manhã cansado e preocupado. Não conseguiria entender das palavras antes de seu pai morrer, era como se houvesse alguma interferência ou devia ser algo a ser descoberto.

Onuris teria tempo pra se arrumar para então descer e ir ao refeitório, onde teria uma mesa farta com vários tipos de frutas, sucos, carnes em fatias bem finas, e alguns pães de batata, flores enfeitando a mesa. Priya já estava lá e conversava animada com sua irmã, que falava das novas invenções dela. Sua mãe estava sentada em uma das extremidades da mesa, comendo em silêncio enquanto ouvia a conversa das duas, e a cadeira da outra extremidade da mesa desocupada, ao lado direito desta estava Priya e do lado esquerdo Shuri. -Kulungile, ndodana. (bom dia filho) -Disse Ramona ao vê-lo chegando.
-Bom dia. -Disse Priya e em seguida Shuri. Darai e algumas de suas garotas tomavam conta do banquete, circulando a sala de forma protetora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 06:50 pm



Seu pesadelo mais parecia uma visão, e isso apenas o perturbou ainda mais, de modo que acordou quase que num salto, suado e ofegante. Já era de manhã, deveria se aprontar, então fez o que havia de fazer. Procuraria o lavatório do banheiro, e nele se banharia, limparia as dúvidas e a tensão com a água quente, para então se secar e vestir-se. Os trajes que suaria no combate estavam separados devidamente, uma calça de guerra, um tipo de bermuda feita de couro e com adereços tribais, uma camisa regata marrom fina e uma manta de pele para que chegasse agasalhado ao local da luta. Assim que estava pronto partiu para baixo onde ficava o refeitório, e a fartura lhe fez brilhar os olhos e salivar a boca, de modo a passar a língua nos lábios. Não que passasse necessidades na América, mas a comida de casa lhe agradava mais que tudo. - Bom dia. - Respondia a todas com um sorriso, sua mãe estava comendo finamente como sempre, enquanto sua irmã e Priya conversavam descontraídas. - Vejo que estão se dando bem... - Trataria de sentar-se onde estava o lugar vago para o homem da casa, e começaria a se servir, abundantemente nos pães, carnes e frutas, um pouco de tudo, mas sem abusar, sabia que sua fome era imensa como devia ser a da Tribo, mas respeitava os limites, especialmente com uma luta por vir.
Traje de Batalha:
 

Camisa e Manto:
 

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 07:50 pm

-Não exagere na comida. -Resmungou Ramona ao ver o filho enchendo o prato de tudo que tinha na mesa. Sabia da fome dele, ou melhor deles todos. -É, ou vai ganhar as batalhas vom... -Foi interrompida por uma pigarreada da mãe. -Sua irmã é bem esperta. Muito interessantes as invenções dela. -Comentou Priya enquanto terminava de comer e a irmã dele sorriu mais abertamente. -Viu! -Disse mostrando a língua por segundos e Priya riu baixo. Ramona limpou os lábios e se levantou da mesa. -Não demorem pra se aprontar, estarei à espera com Darai. - Nisso elas duas saíram deixando o refeitório com as outras guardas. -É, eu já acabei também. Vou me arrumar. -Disse pulando da cadeira e andando rapidamente pra seus aposentos. -Dormiu bem? -Perguntou Priya percebendo o cansaço dele apesar da força que fazia pra não demonstrar. -Vai dar tudo certo. -Disse confiante com a batalha que se seguiria.

Priya estava bela, tinham emprestado um traje para a cerimonia que aconteceria em poucas horas, quando o sol estivesse próximo da metade do céu.

traje:
 

-Sua irmã me emprestou... Ficou bom? -Perguntou dando uma rápida virada de 360º, envergonhada. Assim que Onuris terminasse de comer, poderiam seguir para onde estaria a nave que os levaria para o local dos duelos, onde durante o trajeto, uma música feita pelos próprios sons das armas e armaduras entoavam e um coro cantava uma música de abertura da cerimonia de forma alegre. Várias outras naves se juntariam a principal, juntando-se à música que cantavam, aumentando o ritmo e completando com as demais regiões de Wakanda e outras raças. Como se cada raça cantasse sua musica e elas se completassem harmoniosamente. As naves passavam por cima de um riacho que desaguava numa grandiosa cachoeira, e lá seria o local da cerimônia. Cada nave parou em cima de um ponto específico, fazendo a água tomar outro rumo e abrindo caminho por entre as pedras, dessa forma, as pessoas que foram assistir e participar, poderiam acessar o local sem problemas. Uma bacia com água até as canelas em uma pedra grande e lisa foi exposta, e cadeias de pedras ao redor como um corredor de espectadores também surgiu. As 7 famílias principais estavam na parte de baixo, próximas à bacia onde aconteceriam as lutas e cada uma delas com seus representantes e dispostos a lutar pelo trono. Sendo elas: Os Bubasti, Os Simba, Os Bagheera, Os Ajaba, Os Corax, Os M'Bembe, Os Nuwisha. Quando a abertura acabou, todos se silenciaram em respeito ao falecido e à sua família, em seguida, o monge Zuri foi para o centro da bacia, iniciando a cerimonia. -Todos sentimos a recente perda, mas como tradição é tradição, estamos aqui hoje para a cerimonia de coroação. Todos os filhos príncipes poderão participar e disputar o trono contra o filho do falecido Rei. -Deu uma pausa. -Caso ninguém queira, T'Challa ficará no poder sendo nomeado o novo Rei. -Disse direto, esperando pelo primeiro desafiante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   02/09/18, 09:15 pm



T'Challa ouviu a mãe com certo desagrado, evidente na forma como olhou chateado para ela por um momento, mas era o certo, maneirou nas comidas e comeu devagar e podado, com a educação digna da família real. - Não sou um metamorfo gambá. - Respondeu à irmã, não queria brigas infantis de quando eram pequenos, mas entendia que era a maneira dela ter sua atenção, especialmente num dia de certa tristeza e é claro, tensão. - Eu irei logo. - Respondeu à mãe e à irmã, sendo deixado à sós com Priya. - Ficou bom em você. - Disse sorrindo para a companheira, e isso era evidente, afinal a comia com os olhos. No entanto, sua atenção ainda voltava-se para o sonho e a batalha. - Tenho confiança em mim mesmo, mas tive um sonho, talvez uma visão... Algo na morte de meu pai... Talvez... Pensarei nisso quando a coroação terminar. - Estava pensativo, e tentava expor em parte o que sentia e pensava. Preferiu não preocupa-la mais do que já estava, terminaria de comer e partiria quando fosse hora. Novamente adentravam na nave, e ele aproveitava para respirar fundo e se alongar um pouco. As canções de guerra dos Povos Irmãos do Ahadi começavam, era chegada a hora, e finalmente pousavam na cachoeira. - Eu quero dizer algo a todos aqui... Agradeço a todas as Tribos, todos os líderes e suas famílias por virem. Sei que essa cerimônia não é apenas a escolha de um Rei, mas a preservação do legado do Ahadi. - T'Challa colocaria a mão no ombro do monge, aproximando-se dele, e pediria à palavra, falando a todos que estavam ali, não usaria seu Dom, não queria forçar sua voz e opinião, mas falava com o peito aberto e a cabeça erguida projetando a voz alto para todos ouvirem. - Meu pai foi o Rei por pouco menos de meio século, e ele seguia a promessa de uma existência pacífica e produtiva entre nós, os Filhos de Gaia. Seja como Rei escolhido pelo Ahadi, ou decidido em combate, seja como membro que contribua para a nação de Wakanda, eu seguirei este mesmo código, essa mesma honra, e essa mesma tradição. Aceitarei os desafios de peito aberto, cabeça erguida, e que Gaia olhe por todos! - Tendo dito isso, transformaria-se em seu Sokto, e com sua boca aberta e as garras abertas ao céu rugiria como um trovão, proclamando sua força de vontade.

Transformação:
 

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   03/09/18, 02:01 pm

Assim que T'Challa começou a falar, todos se silenciaram completamente, deixando que ele desse seu recado com tranquilidade, e assim que terminou, todos os saudaram de acordo com sua tribo e da mesma forma que ele mostrou sua verdadeira forma e urrou, outros o seguiram, somente os líderes de cada tribo. Após esse momento, alguns voltaram a sua forma humana, saudando Onuris e o aceitando como líder. Porém, dentre os que estavam ali, três tribos continuaram com suas formas Sokto, sendo elas: Os Ajaba, Os Corax e Os Mokolé.

A primeira a pular dentro da bacia, onde Onuris estava, foi a Hiena. Ela o olhou de forma respeitosa, porém desafiadora. -Esteve muito tempo fora. Acho justo uma luta. -Disse dando sua explicação sobre porquê não ser logo a favor dele continuar o legado de seu pai. Ele era bem grande, do mesmo tamanho que Onuris, sua pelagem era bem avermelhada e apesar das feições serem neutras, eram ameaçadoras.



Zuri deu início ao duelo, e saiu da bacia para que os dois pudessem lutar despreocupados, e nisso somente os guardas das duas tribos referentes foram até a bacia com suas armas, cercando os dois e cantando a música de batalha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   03/09/18, 02:33 pm



Haviam aqueles que descordavam, pelos semblantes dos metamorfos podia dizer suas tribos: Ajaba, Corax e Mokolé. O representante das Hienas foi o primeiro a se fazer presente, pulando para a arena. T'Challa bateu o punho direito fechado no peito, em cima do coração, também em sinal de respeito ao desafiante. - A tradição é justa e a sua opinião tem fundamento, irmão Ajaba. - Disse a ele já assumindo posição de luta com as mãos abertas e de garras afiadas, com o corpo em ângulo para dificultar que o acertasse. - Que as Mães vejam nossa força. - Seu olhar era fixo na Hiena, conhecia sua ferocidade, eram como gatos, mas também como lobos. Assim que Zuri desse o sinal, ou caso o adversário se movesse, ele partiria para cima, de forma direta e limpa.


Ações escreveu:

  1. Jab de esquerda;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    2
  2. Gancho de direita;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    8
  3. Chute baixo de direita;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    1
  4. Esquiva;
  5. Esquiva.





_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 381
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   03/09/18, 04:32 pm

Dados

Onuris percebeu facilmente quando o outro atacaria, e rapidamente iniciou seus movimentos, fazendo com que o outro mudasse sua estratégia e tentasse se defender, sem muito sucesso, pego desprevenido no primeiro jabe (-10 dano) e recebendo em seguida o gancho de direita na mandíbula (-36 dano) o fazendo cambalear pra trás e se esquivando do chute que Onuris desferia ferozmente. Ajaba tentou um agarrão no leão, porém acabou abraçando o ar. Furioso, deu um pulo pra cima do outro, conseguindo pegá-lo no ante-braço com os dentes, rasgando a carne da região (-8 dano), mas graças ao gancho anteriormente desferido, o Ajaba não conseguiu abocanhar forte ali, sentindo dor e rapidamente o largando. Onuris se regeneraria ali, sequer ficando com a marca da mordida e fazendo a Hiena se ajoelhar derrotada. -Eu e minha tribo estamos com você. -Disse por fim se levantando pra sair dali. Em seguida o líder do Corax foi até ali, de forma paciente, pousando na frente de Onuris.


-Devemos saber se podemos confiar nossas informações à você. -Disse se preparando para a batalha, diferente do anterior, ele não parecia ameaçador.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   03/09/18, 11:17 pm



T'Challa viu com facilidade os movimentos do outro, acertando um jab que tonteou o Ajaba abrindo sua guarda, para então desferir um gancho violento, porém seu terceiro golpe falhou, seu chute fora esquivado. Com suas garras ele contra atacou, mas o leão saltou para trás desviando-se, o que fez o outro investir numa mordida. T'Challa rugiu com a dor do ferimento, não apenas mostrando que sentira o golpe, mas para intimidar o oponente que estava próximo. Por sorte o maxilar dele estava fraco após o soco e assim que viu o ferimento feito curar-se pela regeneração do leão, curvou-se aceitando a derrota. - Eu e as Mães somos testemunhas da sua ferocidade e honra! - Afirmou dando a mão para ajudar o Ajaba a se levantar, para que então outro desafiante, um Corax se apresentasse. - Que a confiança dos guerreiros seja posta a prova na batalha. - Bateu com o punho direito ao coração, bradando ao novo desafiante, já assumindo a posição de luta.

Ações escreveu:

  1. Chute frontal com a perna direita à frente;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    4
  2. Chute lateral com a perna esquerda;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    9
  3. Uppercut com o punho direito;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    7
  4. Esquiva;
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    7
  5. Esquiva.
    Onúris efetuou 1 lançamento(s) de dados (D10.) :
    5


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - A Morte do Rei   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 1 - A Morte do Rei
Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Multiverso da Fantasia RPG :: Mundos RPG :: RPG - Ningenkai :: Hagatsune :: Aventuras Completas-
Ir para: