Somos um Fórum de RPG, focado em D&D, porém com sistema mais aberto. Criação de personagem e raças completamente customizáveis!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 1: Os contos que são reais

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   07/09/18, 12:33 am



Ela gargalhou enquanto ele a puxou, e ainda mais quando começou a beija-la. - Estava sedento, não é? - Indagou rindo mais leve mordendo o lábio inferior conforme ele beijava agora os seios, tirando-os para fora da veste apertada de enfermeira. - Safadinho... - Novamente os olhos dela brilhavam na cor rosa, e subitamente Masako sentiria o dobro da excitação de antes. De alguma maneira ela fizera aquilo, piorava o que já estava explodindo. - Vamos lá gatão... - Depois de empurra-lo para longe com certa força, fazendo-o bater na porta do furgão, ela iria para a parte de trás, atirando sua calcinha vermelha na cara dele e rindo demasiadamente. - Vai vir ou está tímido ainda? - Provocaria ela agora atirando o sutiã vermelho. Ambas as peças de roupa exalavam muito do cheiro dela, agridoce, chamativo, sensual, cada vez mais o tesão borbulharia no ser de Masako.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   07/09/18, 02:01 am

Ela pareceu gostar quando a puxei e a olhei quando fez sua pergunta, sem respondê-la, mas reparei nos olhos brilhosos dela e imediatamente senti minha excitação dobrar. -Ah... Isso é muita maldade... -Murmurei rouco sentido a calça incomodar mais ainda como se me sufocasse. Ela nem esperou eu levantar pra ir lá, me empurrou com uma força que me lançou contra a porta traseira do furgão, mas apesar do susto, aquilo só me deixou mais excitado. Ela aproveitava pra tirar a calcinha enquanto se aproximava e a atirou em mim, me fazendo sentir o cheiro forte dela. O mesmo ela fez com o sutiã, e ambas as peças fizeram tudo piorar mais ainda, se é que tinha como. Tirei minha blusa e junto com ela taquei em algum lugar do chão junto com as peças íntimas dela, me aproximando dela enquanto soltava a calça, a puxando pra perto, agarrando sua bunda e levantando as pernas pra que ficasse sobre mim de costas pra parede.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   07/09/18, 12:38 pm

Ela riu com o desespero dele, de modo que o via praticamente tropeçar às presas, tirando a roupa, e assim que ele a agarrou a deixando na parede do furgão, pega pela cintura e sentada em sua pélvis, ela riu mais baixo e olhou safada para ele. - Aproveita que os vidros são fumê, e me fode gostoso. - Falou ela ao ouvido dele, rebolando em sua pélvis, praticamente fazendo seu falo raspar na entrada da vulva ensopada de tão úmida. Ela continuaria se esfregando nele, não o colocaria para dentro, beijando sua boca e agarrando suas costas por trás. Ela daria leves mordidas nos lábios dele e sua língua movimentava-se de forma alucinante, entrelaçada à sua. Por mais que pensasse em Misaki, era evidente o quão diferente o beijo de Alice era, muito mais selvagem, muito mais sensual.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   07/09/18, 02:51 pm

Ela achava graça do meu desespero, e não era pra menos... Do jeito que estava, sem experiência, seria algo normal, eu acho... Ela devia ser bem mais experiente, o que me dava certa pressão. Quando a peguei praticamente no colo, ela me olhou de maneira safada e disse algo que fez minha musculatura da pélvis contrair, além disso para ajudar ela rebolava, se esfregando em mim, deixando bem claro como ela estava. Não pensei duas vezes depois do beijo que ela dava, era bem diferente do que eu estava acostumado, algo mais urgente e luxurioso. As mordidas dela eram prazerosas e se mesclavam com o que já sentia com nossas línguas enlaçando uma na outra. Não havia amor ali, apenas tesão puro, e aproveitei do beijo pra me ajeitar e iniciar a penetração. Sentia urgência em fazer tal coisa e começaria em estocadas profundas e fortes, mas não rápidas, apertando sua bunda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 01:16 am



O sexo se iniciava selvagem, e tão ávido ele era naquilo que não conteria por muito a ejaculação, explodindo intensamente dentro dela, fazendo até mesmo vazar para fora e escorrer pelos dois. - Sorte sua que é gatinho e soube usar a força... Se não teria sido decepcionante... - Comentou Alice entra arfadas e com as faces bem rubras. - Esquisito... - Alice estava olhando na direção de uma das janelas fumê do furgão, e do lado de fora do veículo, praticamente encarando-o, estava Misaki, a namorada de Masako. - Acho que gememos alto demais, bem se vai fazer algo se vire, eu vou esperar só uns quinze minutos. - Nisso Alice apertaria um botão no chaveiro do carro e as portas destravariam. Misaki pararia de olhar para o furgão, e começaria a afastar-se, andando na direção que era a casa dela, segundo do que Masako lembrava, ela pareceria bem triste.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 01:34 am

Não teve como aquilo demorar muito mais que alguns minutos, já tinha aguentado muito e estava no limite do que poderia aguentar pra segurar o que queria explodir a qualquer momento. Não contive os gemidos conforme estocava forte e ela também gemia, o que era um bom sinal. Mas rapidamente senti como se a sensação de explosão saísse e num movimento mais forte parei o movimento assim que senti tudo sair de dentro de mim, chegando a sair dela. -Do jeito que eu estava... Foi um milagre não ter acabado antes de começar... -Murmurei respirando fundo enquanto a soltava -Não é possível vampiros engravidar não né? -Perguntei agora preocupado com aquilo, mas não devia ser possível já que éramos mortos. Olhei pra ela assim que disse a palavra "esquisito" e depois segui o olhar dela até me deparar com Misaki olhando pra nós, me fazendo arregalar os olhos por alguns segundos. -Será que ela nos viu? -Perguntei mais pra mim que pra Alice, mas lembrei que o vidro era escuro e seria impossível ela ter nos visto. Olhei pra Alice novamente me vestindo correndo. -Quinze minutos? Tá ok... -Misaki parecia triste... Devia ir atrás dela? Esperei ela se afastar um pouco e saí do furgão, correndo atrás dela pra alcançá-la. Estava muito tarde da noite pra ela estar andando na rua... Estranho... -Misaki! -A chamaria pra fazê-la parar de andar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 02:07 am



Assim que chamou por ela a jovem virou-se assustada e seus olhos arregalaram-se parecendo encher de água. - Masako! - Ela correu na direção dele, até que um jovem saltou de uma das árvores do parque, ficando entre os dois, e encarando Masako com raiva. - Misaki-dono... Ele tem o fedor dos Asura... - Disse o jovem mantendo olhar fixo nele, ele teria por volta da mesma idade deles, sua pele bem branca, seu cabelo prateado, olhos cor de âmbar. Ele vestia uma roupa social com uma bermuda preta e gravata, além de usar botas militares, luvas negras e suspensórios. - Não pode ser... - Murmurou Misaki chorando e tapando a boca com a mão esquerda enquanto a direita estava em seu coração. - Se afaste de Misaki-dono, ou irei usar a força... - Falou o jovem compenetrado e com seus olhos tomando um aspecto felino. - Masako... O que aconteceu? - Indagaria ela apreensiva se aproximando um pouco, mas não passando pelo jovem albino.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 02:28 am

Assim que a chamei ela se virou e pareceu desabar em lágrimas, mas antes que pudesse me aproximar dela, um rapaz saiu sei lá de onde e parou na minha frente. -Quem é você? -Perguntei não gostando daquele sujeito, mas ele conhecia ela, e se referia a ela diferente, de forma formal... -Asura? E o que seria isso? -Perguntei confuso, mas ainda com raiva dele. -Não pode ser o que Misaki? -Olhei pra ela ainda confuso, principalmente por ela ficar assustada e mais triste. -Afaste-se dela você! Até onde sei sou namorado dela! -Falei realmente irritado com aquilo, nunca o tinha visto com todos os anos que estive com ela, e agora ele tava pagando de machão? -O que aconteceu? Eu que pergunto isso... Você à essa hora na rua e esse ai te seguindo. -Falei enciumado, ela estava com medo de mim? -Eu jamais te machucaria, não sei por que está com medo de mim. Além disso nos vimos ontem no colégio, e estava tudo bem. -Voltei a ficar confuso com o jeito que ela estava, não fazia sentido aquilo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 02:51 am



- Misaki-dono, ele fede a sangue humano... - Afirmou o garoto olhando perifericamente para ela, rapidamente voltando a encara-lo. - Masako... Seu coração não bate mais... Diga o que aconteceu... - Misaki não parava de chorar, chegando a soluçar um pouco tentando manter-se olhando para ele. - Não interessa quem você era, só o que se tornou... - Tendo dito isso, o jovem exibiria presas pontiagudas, suas orelhas ficariam pontudas e listras surgiriam em suas bochechas. - Atsushi-kun, por favor não o ataque, pode ser que... - Ela pareceu ficar apavorada com a mudança do albino, se aproximando mais. - Estivemos rastreando o seu sangue, desde o local onde foi atacado, mas os Kindred cobriram seus rastros. Eu estou aqui para garantir a segurança da Princesa. - Logo que disse aquilo as unhas de Atsushi cresceriam como garras e ele ficaria em posição de luta. - Eu senti seu cheiro... Seu sangue... Eu temi que algo tivesse acontecido... Seus pais estão preocupados... - Ela chorava mais, dando pra notar uma mistura de emoções ruins em seu olhar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 03:30 am

Ele certamente não era humano pelo que falara... Como poderia sentir cheiro de sangue sendo que já havia me alimentado fazia tempo? Ela fora direta, não teria como omitir aquilo e fiquei neutro os olhando. -Soo... E você é o que? Por acaso algo que eu possa confiar? -Ele se transformava em algum tipo de animal e recuei um pouco. -Eu não quero brigar... Não sei qual é a fama que tenho agora por ser o que sou, mas só queria me despedir mesmo. Só pra constar, não matei ninguém se é o que quer saber... -Olhei pra Misaki sério. -É, eu fui salvar uma garota que estava sendo atacada por um cara, ou o que eu achava ser um, e acabei morto. -Falei sério enquanto voltava a olhar pro rapaz. -Não escolhi isso e... Pera princesa? -Olhei confuso pra ela. -Desde quando é princesa? E você também é como ele? -Ela nunca tinha dito nada daquilo? -Imagino que eles devam estar preocupados... Eu ia observá-los à distância pra saber se estavam bem, mas te vi primeiro e preferi me certificar que estivesse segura... Vejo que não precisava. -Falei me virando de costas pra voltar pro furgão. Sentia como se algo estivesse entalado na garganta, não estava acreditando que ela tinha me escondido aquilo o tempo todo. Talvez se ela tivesse dito algo, tivesse impedido tudo aquilo de acontecer. -Ainda estou tentando entender tudo isso. -Ficaria atento caso precisasse desviar de algum ataque daquele idiota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 03:49 am



- Masako!! - Logo que fosse virar de costas ela gritaria por ele, passando por Atsushi. - Misaki-dono!! - O rapaz tentou segura-la, mas nessa hora os cabelos dela ficariam brancos como neve e cresceriam orelhas no topo de sua cabeça, como se fossem orelhas de raposa. Como se não bastasse ela tinha olhos que ficaram azuis e o olhava irritada. - Eu procurei por ele! - Disse ela imperativa e nisso o outro cerrou os dentes com raiva e hesitou. - Um movimento em falso e ele morre. - Afirmou Atsushi conforme seus braços e pernas se tornavam patas de tigre branco. - Eu tinha que manter segredo... Escolhi você porque era especial... Um humano teria medo... Não aceitaria o que eu sou... Eu ainda te amo... Por mais que me doa te ver assim... Entregue a essa maldição... Eu não pude impedir que fizessem isso com você... Eu... - Ela chorava mais, o olhando com aqueles olhos azuis que cintilavam no escuro, e com as madeixas prateadas flutuando ao vento de uma brisa passageira. - Duas porras de metamorfos, ótimo... - Logo eles ouviriam a voz de Alice, ela jazia em pé atrás de Masako, apontando uma pistola para Misaki. - Misaki-dono!! - Exclamou Atsushi transformando-se completamente em um tigre branco bípede de quase três metros de altura. - Fica na sua Khan, ou eu explodo os miolos da Kitsune... Se bem que isso não é suficiente, acho que ela vai adorar saber que foda gostosa o macho dela me deu... - Respondeu Alice sorrindo de forma sinistra, o que fez os olhos de Misaki arregalarem desatando a chorar, porém também com uma expressão de tremenda raiva, enquanto cerrava os punhos, fazendo suas mãos sangrarem por conta das unhas grandes.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 04:20 am

Ouvi ela gritar me virei pra olha-la, mas ela já estava diferente, com os cabelos brancos e orelhas. -Sooka... -Os dois pareciam brigar e olhei feio pro garoto. -Me matar é? Quem sabe outro dia poderá tentar. -Comentei irritado com ele, estava ficando muito chato aquilo. -Eu era especial? Pode ser que eu tivesse medo, pode ser que não. Eu não sei o que sinto e se sinto algo ainda... -Não gostava de vê-la chorando então olhei pro chão sem saber o que falar, mas quando ouvi a voz de Alice arregalei os olhos e a olhei. Ela apontava uma arma pra Misaki e o garoto se transformou completamente, mas acatou a ameaça dela. Quando ela revelou o que tínhamos feito no furgão a olhei com raiva. Me coloquei entre elas duas para tirar Misaki da mira dela. -Fale pros meus pais que morri... Melhor que tenham luto logo do que ficarem na expectativa de me encontrar. -Falei pra Misaki com uma mistura de raiva, tristeza e despedida. -Como eu disse... Só vim me despedir. -Me aproximaria de Alice pra levá-la de lá e irmos embora. -Vamos voltar antes que amanheça, ainda tenho coisas a resolver lá. -Disse pra ela esperando que fossemos embora sem uma chacina, apesar da minha raiva contra o moleque, não queria Misaki ferida ou pior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 01:37 pm



- Masako... Tem certeza disso?? - Indagou Misaki o olhando ainda com os olhos úmidos, enquanto ele ficava entre ela o cano da arma de Alice. - Misaki-dono... É inútil argumentar com ele, não resta humanidade nesse cadáver. - Falou o tigre branco tirando Misaki e ficando à frente de Masako. - Em outra ocasião, se ainda fosse humano ou qualquer outro ser que não da Wyrm, eu não teria razão de mata-lo, hoje em respeito a Misaki-dono e às lembranças que ela tem de você... Irei deixar que viva... - Masako poderia sentir um frio gélido na espinha, como a sensação de quando morrera, no entanto a sensação não era tão avassaladora, de algum modo ele a suportaria, mas sabia que Atsushi falava sério, o olhar de um guerreiro. O tigre não era movido por ódio, tinha certeza ao encarar seus olhos ferais, era convicção, um propósito maior, o que poderia facilmente lembra-lo dos ensinamentos de seu sensei, e quem sabe fazer-lhe pensar sobre as coisas que dissera antes, será que estava certo? Será que aquele sangue vampírico que o transformou não estava afetando seus julgamentos? - É melhor irmos mesmo, não quero pegar pulgas. - Concordou Alice abaixando a pistola, mas antes de se afastarem ela diria algo mais que faria Misaki a olhar com tremendo ódio e querer avançar, mas o outro a seguraria firme pelo pulso fazendo sinal de negação com a cabeça. - Acho justo ele saber o que a sua raça faz... Se casam com humanos porque não conseguem reproduzir entre si... Para você, ele não era mais que um banco de esperma. - As duas duplas seguiriam caminhos opostos, permanecendo quietos, até que uma vez dentro do furgão, Alice daria um tapa na cara de Masako. - Nunca mais... Corra atrás dessa puta... Metamorfos são assassinos muito piores do que nós... São mais fortes... Mais rápidos... Sabem usar todo tipo de truque sujo e magia... Foi um milagre termos saído com vida... - Alice tremia, suas mãos mal conseguiam colocar a chave no contato, além disso sua palidez parecia muito maior que antes, deixando alguns vasos sanguíneos do rosto expostos pela derme transparente de tão clara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 02:13 pm



-Certeza? Você acha melhor falar pra eles que me tornei um vampiro, ou deixá-los na esperança de um dia eu voltar pra casa e sermos uma família feliz de novo? -Perguntei pra ela como se não pensasse naquela hipótese. -Talvez seu tigrinho tenha razão. Mas ele fala como se eu tivesse tido escolha e dito pra um vampiro me transformar. Eu poderia ter ido lá e os matado se realmente ele estivesse certo do que fala. Fora que minha vida não foi mais que uma mentira. -Retruquei com ele, mas olhando pra ela. Sentia que ele falava sério sobre me matar e aquela sensação de morte veio de fato, mas não me afetou como antes. Eu sentia o propósito dele, a força com a qual ele dizia tais palavras e me lembrava de meu sensei. Será que estava certo tudo aquilo? Não teria outro meio? Não tinha como saber ainda, não tem como saber de algo que você não conhece, e era o que acontecia ali. Talvez se estudasse mais e aprendesse mais, achasse outro jeito de lidar com aquilo. Ou talvez Joe soubesse... Mas até lá teria que sobreviver à sua missão e ao julgamento da tal Camarilla pra poder encontrá-lo. Ou quem sabe achar o maldito que me transformou... Olhei feio pra Alice quando ela disse aquilo, não havia mais o que ser dito e também não a reprenderia, ela não era nada minha e certamente era mais forte. Mas a seguinte frase dela me fez sentir uma pontada, porém segui quieto pro furgão enquanto os outros dois seguiam pra seus destinos. Assim que sentasse dentro do carro, colocaria o cinto e Alice me deu um tapa. -Por que isso?! -Perguntei irritado com ela. Só aí reparei que ela tremia de medo deles e entendi o que dizia. -Não vou. Eu não sabia o que ela era. -Isso só me mostrava uma coisa, que o mundo não era como eu achava conhecer. Muito provavelmente se eu não tivesse me tornado um vampiro, iria casar com ela, viver uma vida toda sem saber o que ela é. Mas também se ela tivesse me contado sobre esse mundo sombrio, talvez não tivesse me tornado o que sou agora. Não podia culpar ela do que aconteceu, mas não era como se não me sentisse traído com aquele segredo, e o fato de tudo aquilo ter sido por causa de reprodução. Coloquei a mão na testa e apoiei o cotovelo na borda da janela, me encostando ali pensativo com tudo aquilo. -O que seria aquilo que me disse... Tore... ador e Bushi? -Perguntei pra ela esperando que estivesse mais calma daquele encontro. Talvez se não tivesse sido levado logo por eles, agora não estivesse realmente morto ou prisioneiro? Não sabia mais o que pensar dela ou daquele tigre, mas estava com raiva dele e tinha a sensação que se encontrariam de novo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   08/09/18, 03:06 pm

- Só o que faltava... Virei Sire agora... Os Toreador são um clã. Na minha opinião são até divertidos, a maioria são artistas ou influenças sociais. Famosos do cinema, vocalistas, instrumentalistas, escritores, são normalmente os que são abraçados por eles. Gostam de viver cercados de mortais e se apegam à humanidade própria, são sempre bonitos, mas acho que você está mais para Bushi... É uma linhagem forte no Japão... São Kindred que tem uma hierarquia e uma cultura diferenciada... Seguem o Bushido dos Samurais... Dizem que muitos fazem parte da Yakuza ou de outros grupos organizados e que não costumam se meter com Camarilla nem Sabbat. - Alice ainda tremia, mas pareceu dedicar-se a explicar, por mais que seu tom de voz fosse de chateação e suas mãos continuassem tremendo enquanto falava, forçando-as a se firmar no volante, após colocar a chave na ignição com certa dificuldade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 1: Os contos que são reais   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 1: Os contos que são reais
Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Multiverso da Fantasia RPG :: Mundos RPG :: RPG - Ningenkai :: Onúris :: Aventuras Completas-
Ir para: