Somos um Fórum de RPG, focado em D&D, porém com sistema mais aberto. Criação de personagem e raças completamente customizáveis!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 2: As Seitas

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Capítulo 2: As Seitas   13/09/18, 05:10 pm


Simultâneo com meus pensamentos, Joe surgiu ali no quarto do nada e desarmou Alice facilmente, jogando a arma pela janela em seguida. -Joe?! -Falei automaticamente quando o vi, como foi que ele entrou ali? Coloquei a mão na cabeça com o primeiro comentário dele, sorrindo amarelo. -Hum... Isso não foi bem minha culpa. -Disse olhando pra Alice que sabia que eles eram metamorfos e havia me levado lá sabendo que eu ia falar com ela. Ele jogou ela ao meu lado, na cama, eu em pé ao lado dela. Olhei pra ele, afinal aquilo foi realmente estranho. -Só fiquei irritado. -Disse respondendo ao seu comentário, ele estava sério agora, diferente de antes que ria de tudo. Ele já sabia que o Príncipe tinha me encarregado de ficar de olho nele. Mesmo que eu respondesse que ficaria com a Camarilla, ele já saberia sobre minha missão, então seria uma falha. Mas do pouco que sabia da guerra, não partilhei da atitude da Camarilla, isso que a informação veio de alguém da própria. Além disso, o cara que me ajudou a sair do julgamento era Anarquista, se fosse por eles estaria morto provavelmente. Tudo pendia para que eu escolhesse o lado de Joe. Ele estava próximo e sabia que eu estava pensando, e olhei pra ele decidido. -Não é muito difícil escolher diante das circunstâncias que passei e que descobri, mesmo que não sendo muita coisa. -Agradecia a Amiri pelas informações sobre a guerra, e sobre seu julgamento. -Estou do seu lado. -Diria ainda o olhando. -Dos Anarquistas. -Completei atento aos redor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   13/09/18, 11:04 pm



- Yare Yare... - Disse Joe coçando a cabeça e rindo brevemente. - Você disse que não ia interferir... - Resmungou Alice olhando com raiva para Joe. - Eu disse também que se você e a sua maninha não se comportassem eu ia fazer o que bem quisesse. - Retrucou Joe colocando as mãos nos bolsos. - É um dia ruim, só isso... - Resmungou ela de novo se arrumando para sentar-se na cama, abraçando uma das almofadas de coração e fazendo bico. - Ficou com ciúmes da mais nova... Se repetir essa ceninha de suicídio eu tranco as duas num caixão, passo uma corrente e depois jogo no mar. - A ameaça do outro fez automaticamente Alice se calar, apenas observando. - Amiri é uma menina prestativa, educada e gentil, só que ela não lida bem com a Fome, nem com a Besta. Desde que ela tentou Abraçar a irmã ficou assim, quando acontece algo que perturba uma das duas, elas brigam e quem se ferra mais é quem fica por perto, se bem que dessa vez, talvez as duas fossem rodar. - Continuou ele suspirando e pegando a cadeira da penteadeira para se sentar com ela ao contrário. - Está falando de Anarquistas, mas não sei se sabe do quadro geral. Tokyo era dividida, parte dessa cidade pertencia aos Bushi, outra parte pertencia aos Metamorfos. Quando a Camarilla chegou fazem alguns anos começou uma confusão. Eles consideraram todos os Bushi como Anarquistas e começaram a tomar territórios deles. Existiam outros vampiros por aqui, Brujah, Gangrel, Toreador, Malkavian, até alguns poucos Tremere. No geral os vampiros viviam na sua, seguíamos leis comuns dos Bushi e dos Metamorfos, parte do Conselho das Sombras. Em resumo os sobrenaturais do Japão mantinham a ordem, isso até que alguns Ventrue e Nosferatu chegaram junto com a Camarilla, dizendo que devíamos nos adaptar e aí começou a encrenca. Fazem cinco anos que estamos nisso... É uma época ruim para se Abraçar alguém... Especialmente nas suas condições e como está o mundo lá fora... Tecnologia, mídia... Um erro e podemos ser caçados por humanos ou pelos nossos... Eu tenho algo mais a dizer ainda... Conheço sua Sire... Prometi a ela que não falaria nada até ter certeza de que o Príncipe não teria capangas em cima de você... Já matei uns nove hoje... Com certeza ele vai querer muito me matar amanhã à noite.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 12:33 am

Ele ria brevemente, talvez tenha voltado com o humor de antes, mas logo Alice falou com ele de maneira que me fez olhar pra um e pra outro. -Agente duplo? -Perguntei mais afirmando que outra coisa, surpreso. Fique olhando de um pra outro conforme falavam de intrometer ou não e sorri amarelo com a ameaça dele. Certamente seria pior que morrer ficar um empo boiando no mal num caixão... -Com você aqui certamente rodariam... -Falei ainda um pouco surpreso com a revelação, mas me calando em seguida. Ele se sentava e assim eu também faria, parecia que iria falar algo importante. Quadro geral? Não dava tempo pra saber disso né... Mas ele estava explicando então prestei atenção. Então foi isso... A Camarilla chega e impõe suas vontades querendo que sejam obedecidas, sem dar respeito aos nativos... Tipico de colonizadores... Ele mencionou mais alguns clãs, que eu não conhecia, mas passou por cima de explicar de mais e perder o foco, continuando a explicação do que aconteceu. Conselho das Sombras...? -Então os Bushis eram aliados dos Metamorfos? E por que tanta raiva dos metamorfos? -Era evidente que o tigrinho tinha raiva de qualquer vampiro... Chamando de Asura. -Especialmente em minhas condições? Que condições? Eu sei que estou completamente perdido, mas ao menos sei lutar. Mas não parece estar se referindo a isso. -Comentei acrescentando à pergunta. -Você conhece! Uma mulher? -Fiquei pensativo... Parecia um homem pela silhueta. Além disso pelo visto o príncipe ficaria na minha cola...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 12:11 pm



- Amiri é da Camarilla, mas Alice é dos Anarquistas. - Explicou Joe olhando para a bicuda que o olhou feio em respostas, mas continuou calada. - Quem salvou você do Carniçal fui eu... - Essa revelação poderia ser avassaladora, o que de certa forma explicaria o interesse de Joe nele desde o princípio. - Eu sou um Brujah, mas sua Sire é uma Bushi, seu nome é Miyavi, ao menos o atual é... - Explicaria a seguir, dando mais informações a Masako. - Eu e ela estávamos caçando um carniçal Nagaraja que um dos Sabbat soltou, você foi pego antes de encontrarmos ele. Foi acho que um capricho dela, queria salvar o garoto do café. Eu estava com você, esperando despertar do Abraço, e ai a Camarilla nos achou, acharam que eu era o seu Sire e ai fizeram aquele circo todo. - Aos poucos Joe deixava menos do enigma da transformação de Masako claro, e aos poucos, de forma instintiva, o rapaz poderia recordar-se de uma mulher que sempre era atendida por ele no café. Seu nome era Miyavi Matsunoi, pelo cartão de crédito dela que mais de uma vez ela usou para pagar os cafés, uma cliente atraente e muito educada, sempre aparecia de noite, poucas horas antes de fechar o café.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 03:54 pm


-Ho... Uma não sabe o que a outra sabe ou elas não se deduram pra não morrer? -Qual seria o jeito que lidavam com aquilo? E mais, como a Camarilla não sabia? Ela continuou calada e bicuda, como se tivesse levado uma bronca de escola. -Você?! -Perguntei eufórico com a novidade, foi uma surpresa grande, mas que explicava muito sobre seu interesse em mim. -Honto arigatou gozaimasu. -Falei abaixando a cabeça como agradecimento, mas depois voltando a olhá-lo. -Miyavi? -Esse nome não era estranho... Onde tinha visto ou ouvido? Ele voltou a explicar mais e voltei minha atenção pra ele, pensaria naquilo depois. Carniçal? Então aquilo era um carniçal? Garoto do café...? Quase pulei quando lembrei quem era ela. -Ela é! Matsunoi-san? Mas... -Que confusão... -Se ela era vampira, como que...? -Não completei a pergunta ainda em dúvida comigo mesmo sobre aquilo. Bem, ela era bonita e educada ao menos... Até agora todos eles tinham sido educados comigo, diferente da Camarilla. -Faz sentido ela aparecer perto do fechamento do café... -Murmurei ainda pensativo. -Então aquilo que me atacou era um carniçal... Por que soltaram ele? Capricho? -Que perigo aquilo... Se era pra permanecermos escondidos da sociedade humana, como soltavam uma criatura daquelas?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 04:42 pm



- Primeiro garoto, não precisa agradecer nada, eu cheguei tarde, você ia morrer de qualquer jeito, mas a Miyavi quis te Abraçar... Segundo, ela não te Abraçou lá pela melhor das razões no fim das contas, os únicos motivos que temos para transformar humanos são solidão, tédio, coisas assim... Terceiro, mesmo entre os Bushi, Miyavi não é muito querida, ela diablerizou um dos líderes deles... - Joe parecia não ligar para a comoção de Masako, muito menos para o seu agradecimento, explicando outras coisas que enumerava com os dedos. - Ela fez o que?! - Exclamou Alice que até então estava calada, parecendo bem surpresa e um pouco temerosa. - Diablerie é quando um vampiro destrói outro bebendo todo o seu sangue... Ela era cria de um dos líderes, e ai cansou de ser tratada como cortesã e resolveu matar o cara... Resumindo ela traiu o Sire dela, bebeu seu sangue, o matou e roubou os poderes dele... - Continuou Joe a explicar e nisso Alice foi ficando mais amuada, chegando a se enrolar nas cobertas e ficar sentada como um casulo de borboleta só com a cabeça de fora. - O que você tem que saber é que Miyavi quer te ver, se for mesmo ficar do lado dela vai encarar a Camarilla e outros Bushi... Alguns se uniram a ela pela possibilidade de desafiar seus mestres, mas a coisa toda de Honra e nobreza dessa linhagem meio que fez a maioria deles considerar ela uma inimiga do Sangue...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 05:08 pm

Ele explicava algo que de certa forma fora até rude ao agradecimento, mas não me importei com aquilo. Muitos japoneses faziam aquilo. -Ela o que? -Não entendi o que ele disse, e Alice pareceu surpresa e ficar com medo, se encasulando nas cobertas. Por que tanto receio? Ele começou a explicar o que era Diablere e fiquei mais pensativo ainda. Então ela bebeu o sangue de outro vampiro... Não sabia que isso era possível... Quer dizer... Se tem sangue dá pra beber né, mas... Achei que seria como beber sangue de morto, apesar de não saber o que faz e se faz algo de mal, mas penso que seja como comida estragada? -Nossa... Mas será que foi só por esse motivo? -Perguntei ainda não acreditando no que ouvia. Mas também não sabia como seria quando a encontrasse... Ele dizia mais, como inimigos que ela acabou ganhando com isso. Provavelmente se ela se rebelou, deve tê-lo pego de surpresa e ser de confiança dele ajudou isso... Mas talvez tivesse mais além disso. -E você? Por qual motivo está com ela sabendo de tudo isso? -Perguntei a ele, certo que ele não era bushi, mas deveria ter algum motivo em comum além da Camarilla. -Ficarei ao lado dela. -Falei decidido quanto a isso. Se eu escolhesse a Camarilla teria os Bushis, os Anarquistas e ela contra. Se eu escolhesse os Anarquistas o contrário... Meio que nenhuma das opções eram boas, mas a menos pior era aquela. -Como funciona o esquema de hierarquia dos vampiros? -Era importante saber disso? Todo lugar tinha uma hierarquia, fosse um mero estabelecimento comercial à uma País, então eles deveriam ter também...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   14/09/18, 07:50 pm

Joe suspirou após ouvir as perguntas dele, parecia desgostar das mesmas. - Quem gosta de títulos e cargos é a Camarilla, entre os Anarquistas ou você faz a sua parte ou dança, só isso. Os Bushi... São cheios de Ranks e Honras... Eu não manjo nada disso, Miyavi pode te dizer, mas é melhor sairmos antes de amanhecer, tenho um carro a uma quadra daqui pra gente ir lá. - Respondeu ele se levantando da cadeira. - Você vai com eles? - Indagaria Amiri, chorosa e encarando Masako, dava para notar que era ele pelo olhar doce e o tom de voz manso, bem baixo. - Se formos é bom ser logo, quando o Príncipe notar que matei os cães dele vai mandar mais. - Avisou Joe já saindo do quarto com as mãos nos bolsos. - Eu prometo não ter mais ciúmes da Nee-san... Vou me comportar... Não vá... - Amiri era como uma criança se aproximando dele após sair das cobertas um tanto desesperada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   15/09/18, 12:58 am

Ele não parecia gostar de nenhuma das minhas perguntas e seu suspiro foi uma amostra disso, mas ele acabou por responder uma delas, me deixando até um pouco surpreso. -Tá. -Concordei enquanto me levantava da cama, mas no exato momento Amiri voltava ao controle, chorosa me encarando. -Er... -Ele falava pra sairmos logo o quanto antes e já foi saindo do quarto, voltei a olhar pra Amiri que insistia pra eu ficar ali, até mesmo se levantando e se reaproximando. -Gomen, obrigado por tudo. -Falei fazendo uma rápida reverencia e sai rapidamente atrás de Joe. Não queria ficar pra trás ali com as duas, vá que elas começassem a brigar de novo ou sei lá. Droga... Ela tinha que ser tão fofa? Quase desisti da ideia de ir conhecer minha Sire... Uma pergunta que eu estava muito curioso pra saber era como ele matou os vampiros, mas não achei que seria uma boa ideia... Com certeza aprenderia isso mais pra frente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   15/09/18, 02:07 am



O garoto despediu-se às pressas, num agradecimento seguido do choro e dos soluços de Amiri, não demoraria entretanto para que o choro sumisse e outra coisa viesse. - Se eu te ver de novo corto fora o seu pau!! - A voz de Alice com certeza e se ele olhasse para trás a veria chorar também, mas diferente da mais nova, tinha muita raiva em seus olhos, do tipo que facilmente tornaria-se ódio. - Vamos... - Diria Joe assim que o visse e andariam para fora do HUB. A julgar pelo céu poderia dizer que seriam perto das cinco da manhã, em poucos minutos o sol nasceria. Andariam pouco mais de uma quadra e chegariam a um carro comum. Ele era vermelho, de um modelo simples, porém claramente feminino, e um detalhe especial, seus vidros assim como do furgão eram fumê. - Esse vidro é temperado especialmente para aguentar o sol, vamos direto pro esconderijo da sua Sire. - Explicaria o outro apertando um botão num controle remoto no chaveiro e assim as portas do veículo se destrancariam, o trajeto levaria alguns minutos, dando tempo para conversarem.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   15/09/18, 08:08 am

Assim que saí do quarto, ouvi o choro de Amiri, droga, por que ela tinha que chorar? Eles nem se conheciam. Segundos depois o choro pararia e a voz de Alice ecoaria como uma ameaça e assim olhei pra trás e vi seu choro, e seu ódio crescente por mim. Ótimo! Era só mais um na lista dos que me odiavam. Continuei meu caminho até encontrar com Joe mais a frente, me esperando. Fomos para a saída da HUB para poder pegar o carro e ir embora. O sol já queria nascer... Deveriam ser o que? Quase cinco da manhã? Andei a passos largos junto com ele por quase uma quadra e meia, onde ele botara o carro afinal? Quando chegamos, reparei que era feminino vermelho, com vidros fumê como do furgão. -Hum, o furgão também tinha vidros assim. -Comentei lembrando do detalhe, que eu achava que era algo como dos carros normais. Entraria no carro assim que as portas estivessem destrancadas. -Pode ser uma pergunta boba, mas nos filmes de Hollywood, os vampiros dormem de dia e em caixões, isso é verídico? -Perguntei pensativo, esperava que ele não estivesse com raiva das perguntas anteriores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   17/09/18, 11:05 am



Joe levantou uma sobrancelha com a pergunta, olhando como que incrédulo para Masako. - Esquece os filmes garoto, ou ao menos não leve eles muito sério. Cruzes? Inúteis. Alho? Mesma coisa. Água benta? Só se for um cara com muita fé para te queimar, e mesmo assim não é que nem ácido como dizem. Permissão para entrar nos lugares? Até parece que pedimos permissão. Caixões? Pegou um sol morreu, digamos que esqueceu uma cortina aberta, levanta e boom, pegou fogo, por isso que alguns de nós que optam pelos caixões. - Respondeu ele enquanto fazia caras e bocas, como que um adulto fazendo aquele lance de assustar uma criança. - Pra você ver a diferença, a Camarilla te jogou lá sem te explicar nada. Se não fosse eu explicando algo e quem sabe a Amiri, você estaria mais perdido que cego em tiroteio. - Eles demorariam um pouco mais, porém logo chegariam a um luxuoso hotel.




Ele ficava no distrito dos hotéis de Tokyo, onde os casais buscavam um lugar para se deitarem. Eles iriam direto para a garagem e sem que perguntassem nada, ou se quer parassem o portão se abria para eles. Rapidamente eles seguiriam pelo estacionamento, mas numa área vip. Joe estacionaria lá e uma comitiva de ninjas vestidos de preto os esperava todos em postura de descanso com as mãos para trás, quase como se fossem do exército. - Vamos. - Diria ele saindo do carro e Masako teria a sua porta aperta por um dos ninjas e este faria sinal para que saísse do carro. Eles seguiriam para um elevador, ele era muito refinado, piso com carpete e um tapete ornamentando, detalhes em outro e com a forma de dragões no espelho que ficava lá dentro e uma musica tradicional japonesa tocava, daquelas que seu sensei com certeza ouviria nas horas vagas.




Quando chegassem ao vigésimo andar o elevador pararia, abrindo para um corredor todo em mármore trabalhado que tinha como destino um único quarto de portas duplas. Por dentro o visual do quarto era um misto de tradicional e moderno, havendo uma sala de estar ampla, banheiro com hidromassagem e uma generosa cama com closet. E la, sentada de pernas cruzadas e sorrindo, estava Miyavi. - Eu vou nessa garoto, boa sorte, falo contigo depois. - Joe praticamente fecharia a porta logo que ele passasse, deixando-o sozinho com ela.




- Konbanwa... Masako-kun... - O sorriso dela, aqueles olhos brilhosos, os lábios, até mesmo o tom claro da pele e a forma como seus cabelos negros caiam feito cascata pelos ombros, era uma figura de beleza incomparável à sua frente. Até haviam sinais de uma idade maior que a sua, mas parecia tudo tão irrelevante, como se só houvesse ela no mundo, uma paixão, como se uma força invisível quisesse que ele fosse até ela e se entregasse. Ela falava de forma pausada, deixando a boca entre aberta, favorecendo que se imaginasse entre os lábios dela, ou sentindo sua voz tocar-lhe os ouvidos como que num sussurro. - Gomenasai... Eu não pude te ver antes, seria arriscado para nós dois... Estou tão feliz que esteja bem... Por que não vem aqui? - Falando daquela mesma forma ainda, ela sorriria, fazendo um gesto com o indicador direito para que ele viesse até ela, e com a outra mão bateu de leve no colchão branco, para que se sentasse ao seu lado.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   17/09/18, 02:00 pm

Ele explicava novamente daquela maneira de antes, um pouco teatral, se eu fosse uma criança estaria rindo da cara dele, com certeza. Era bom saber daquilo, ao menos saberia que não precisava levar algumas coisas a sério. -Eu já não gostei dos empurrões do segurança, tive vontade de esganá-lo várias vezes... -Falei lembrando do brutamonte que obedecia o príncipe. -Também não gostei da falta de informações deles, era como se quisessem me matar sem serem os "culpados". -Comentei pensativo, mas foi o que me deixaram com impressão. -Amiri me explicou muito coisa... Até um pouco do que talvez ela não devia... -Lembro-me que ela ficou tensa com uma pergunta minha, mas respondeu da maneira que ela podia. -Quando ela me disse qual seria minha missão e me deu uma foto sua, disfarcei como se não te conhecesse, mas achei uma chance de ficar logo do seu lado. Mas como você apareceu lá pra me levar, resumiu muito meus problemas. -Falei sem que ele perguntasse nada, só por falar mesmo. Demoraria um pouco, mas chegaríamos no hotel onde minha Sire estava. Era bem luxuoso, pelo visto todos eles pareciam ter muita grana... Ao menos eu conhecia ali e não parecia ser fim de mundo onde tinham gangues e motéis... Mas sim num local de Tóquio que só havia hotelaria para estrangeiros e até pros próprios japoneses que tiravam férias. Fomos diretos para a garagem, o carro se quer parou, abriram a porta da garagem como se já soubessem quem eram e dessa forma chegamos numa área vip. Assim que chegamos na vaga, reparei nos diversos ninjas que tomavam conta do lugar. Eles estavam relaxados, Joe saiu e um deles abriu minha porta, e saí em seguida. Seguimos pra um elevador, tocava músicas clichês orientais, típicas de elevador, mas ainda sim, tradicionais. Meu sensei curtia aquelas músicas, não que eu não curtisse, mas preferia algo mais agitado. Tudo lá era bem organizado, belo e enfeitado. Chegava até a lembrar do lugar que a Camarilla me deixou, mas tinha diferença, principalmente no tratamento. Chegamos no andar, 20º... Acho que nunca estive tão longe do chão como naquele momento... Seguimos um corredor de mármore, lá só havia uma porta dupla... O quarto era simples, elegante e confortável, misturava duas épocas japonesas com harmonia. Ela estava lá, sentada na cama que era bem grande, nos olhando com um sorriso nos lábios. Assim que pisei dentro do quarto Joe falou rapidamente e fechou as portas atrás de mim... Agora estava mais tenso... Ela disse boa noite e voltei a olhá-la. -Konbanwa, Miyavi-san. -Respondi educadamente, ela parecia bem diferente, mais bela, com seus cabelos soltos em cascatas nas costas, pele clara, lábios um pouco mais avermelhados, olhos brilhosos... O que mais me intrigava era que apesar de tudo aquilo, um sentimento forte que eu não sabia de onde vinha era muito superior, como se me chamasse pra mais perto, me entregar completamente pra ela, de corpo e alma... Ela voltou a falar. -Joe-san me explicou o que houve. -Ela me chamava pra me sentar ao seu lado, devo dizer que estava um pouco receoso em chegar mais perto e ao mesmo tempo angustiado em estar longe, como se aquela pequena distância fosse gigantesca. Ela batia com a mão na cama, no lugar ao lado dela, e me aproximei pra sentar ali. Antes eu tinha mil perguntas, mas agora era como se nenhuma viesse na cabeça, como se nunca as tivesse tido e fiquei quieto assim que sentei ali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onúris
Boss
Boss
avatar

Mensagens : 393
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
3630/4000  (3630/4000)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
120/120  (120/120)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   17/09/18, 05:08 pm



- Eu não quero que pense em mim como uma mãe... - Assim que ele estivesse sentado ao seu lado, a mão direita de Miyavi buscaria seu rosto, o trazendo gentilmente para perto do dela, enquanto falava de forma pausada e com uma voz convidativa. - Também não quero que pense em mim como uma irmã mais velha... - Continuaria ela aproximando-se bem ele, de forma que seus lábios quase se tocariam enquanto ela falava. - Eu quis te Abraçar... Escolhi você muito antes daquele acidente... - Os olhos castanhos avermelhados dela pareceriam hipnotiza-lo, mergulhando-o num mar de emoções fortes, um fascínio, uma atração, algo muito mais forte que qualquer outro sentimento que jamais tivera igual. - Meu coração quase se partiu ao meio quando te vi daquele jeito... Meu doce rapaz... - Aos poucos ela se colocaria sentada em seu colo, de frente para ele e o levando a se deitar na cama. - Mas eu reescrevi o destino com meu sangue... - Debruçada sobre ele o cheiro de seu cabelo, sua pele, a maciez dos fartos seios, novas provocações se juntavam a algo que já era incontrolável por si só. - Você é meu, e eu sou sua... - Ela contrairia as partes, repousando-as em cima do que jazia pulsante, ao mesmo tempo que o apertada coma s firmes cochas, e então beijaria-o, um beijo profundo, quente, íntimo. Não faltava desejo como o de Alice, mas em parte lembrava o de Misaki, um amor de fato, sendo que desejos carnais e mentais culminavam igualmente nele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Masako Sun
Membros
Membros
avatar

Mensagens : 131
Localização : Japão

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
1520/2000  (1520/2000)
HP HP:
90/90  (90/90)
SP SP:
110/110  (110/110)

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   17/09/18, 07:52 pm

Assim que sentei e fiquei alguns segundos quieto praticamente sem me mover ao lado dela, ela iniciou uma frase tentando me acalmar talvez, pegando em meu rosto, segurando-me delicadamente com sua mão e me levando pra mais perto. Ela era bem delicada e sua mão suave e macia e seu modo de falar era acolhedor de tal modo que não consegui me conter, só deixei que ela me guiasse até mais próximo. Ela continuava aquela frase, dizendo o que não queria que eu pensasse dela, desta vez ela quem se aproximou de mim, chegando tão perto que eu sentia seu hálito conforme falava e de forma que nossos lábios quase se encontravam conforme ela falava. Ela parou de dizer aquilo, mudando de assunto, me explicando que ela já havia me escolhido antes daquele dia do ataque. Ela estava muito perto, não tinha como não olhar pros lábios dela, mas quando olhei pra seus olhos ao ouvi-la dizer aquilo, não consegui mais parar de mergulhar naquele mar avermelhado num misto de sentimentos fortes, e que eu não sabia de onde vieram, num tipo de explosão. Não eram ruins, todos me puxavam pra mais perto dela, como se eu necessitasse dela pra viver, algo que eu só tinha sentido com Misaki, contudo muito mais forte. Ela voltava a comentar daquele dia, não era algo que eu gostasse de recordar, mas não tinha isso ali e assim que ela se pôs em meu colo, suspirei. Ela comentou sobre sangue e destino... Eu ainda prestava atenção ou só olhava pra ela ainda mergulhado em seus olhos ou em seus lábios? Ela se debruçou sobre mim, o cheiro dela se tornou mais provocativo que antes, seus seios se esmagando contra meu peito. Mas as palavras... Aquelas palavras de dominância, fizeram muito efeito no que de fato já estava vivo. Ela queria, era óbvio isso já e sua posição nova só me fazia querer mais ainda o que já queria desde que tinha sentado ali. Um beijo um pouco inesperado se iniciou, um pouco urgente, profundo e íntimo, nossas línguas dançavam na boca. A forma que era, o que sentia, era semelhante ao desejo de Alice, mas com o amor de Misaki, e o mesmo desejo intenso que ela parecia sentir, também comecei a sentir. Algo que deveria ter mais, mais que um beijo. Com uma mão segurei suas costas próximo da cintura, e com a outra passei em uma das pernas dela, a acariciando de leve. Segurei firme pra me virar por cima dela e a deixar deitada, pra poder tirar sua blusa ou o que vestia e começar a brincar com seus seios, os mordendo de leve e lambendo os mamilos. -Não a vejo como mãe... Ou irmã... -Murmurei entre seus seios. -Talvez como uma sensei... Mas não sei como a vejo ainda. -Voltei a beija-la pra retirar minha blusa e calça. -Eu só queria te encontrar... E saber por quê sumiu... Mas isso eu já sei. -Pausei voltando a olhá-la. -Agora quero ficar ao seu lado... -Desceria os beijos pelos seios. -Ser seu companheiro... -Beijei a barriga. -Amante... -Beijei na parte interna das coxas. -Seu guerreiro... -Comecei a lambe-la naquela região prazerosa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: As Seitas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 2: As Seitas
Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Multiverso da Fantasia RPG :: Mundos RPG :: RPG - Ningenkai :: Onúris :: Aventuras Completas-
Ir para: