Somos um Fórum de RPG, focado em D&D, porém com sistema mais aberto. Criação de personagem e raças completamente customizáveis!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Edifício Praça da Bandeira (Início)

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
mestrej
Membros
Membros
mestrej

Mensagens : 176

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
2050/2500  (2050/2500)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
210/210  (210/210)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   15/12/18, 12:39 am

Batman pegou dois saquinhos de sal já que estavam disponíveis e todos estavam mexendo com o sal. Vendo alguma futilidade em reflexões adicionais sobre o símbolo apesar de saber muito mais sobre o mesmo, inclusive ignorando a pergunta posterior da menina avoada com sotaque local, ao invés disso ele passou o tempo que todos estavam falando mais do símbolo para consultar seus estudos sobre demônios e coisas próximas a eles. Ele apenas se desviou quando fora referenciado na conversa voltando para T'Challa e notando seu comportamento e seus olhos felinos.
-Qual o nome da espécie dele Gatosomem?

O homem morcego sabia que estava prestes a falar contra alguém maior e mais forte do que ele, talvez mais experiente, porem ele não pode deixar de notar uma falha no plano, então ele reuniu o máximo de respeito que poderia (habilidade), então encarou o mesmo nos olhos em um tipo de competição para ver quem piscava primeiro, igualando seus olhos verdes com seu próprio olhar brilhante, em seguida chegou perto e colou a mão no ombro dele com uma pressão pequena para demonstrar igualdade, seu rosto de poker sempre presente não traindo algumas duvidas que pulavam em sua mente, mas ele falou de maneira clara e seria:
-A linha do tempo não é necessária T'Challa, devemos nos dirigir a região marcada com o 78 nesse mapa logo que estivermos com o arsenal correto, seja lá o que vai ressuscitar está nessa região em especifico e qualquer outro ritual claramente ocorrera ali. A linha do tempo só será útil se o ritual precisar ser feito de acordo com um tempo especifico como a cada lua nova ou algo assim. Verificar o local imediatamente é mais urgente do que descobrir isso, por motivos óbvios.

Em seguida ele cruzou os braços e olhou com um rosto de julgamento silencioso por um momento desconfortavelmente longo e em seguida soltou um suspiro suave antes de continuar:
-Concordo com seu julgamento sobre o que Melena e Castiel devem fazer, mas você me claramente é a pessoa mais capacitada aqui para a tarefa mais importante: descobrir o que realmente vamos enfrentar e como mata-lo, e para isso você precisa encontrar com os sobrenaturais locais, principalmente os que estão a mais tempo aqui, e pergunta-lhes a história por trás desse demônio.

ações escreveu:
1-
teste sobre demônios escreveu:
- Conhecimento – Artefatos Místicos - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Teologia - Nível 10 – 1000/MAX. +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares.
- Conhecimento – História - Nível 10 – 1000/MAX. +10 Título - Professor Versátil +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares
- Conhecimento – Literatura - Nível 10 – 1000/MAX. +10 Título - Professor Versátil +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares
2-
habilidade escreveu:
- Respeito: (Duração) Rank F
Se tem algo que a figura de um homem assustador com olhos que brilham no escuro, vestido como um maniaco e silencioso como uma rocha inspira é medo, mas isso pode se tornar respeito em uma segunda olhada e com um pouco menos de agressividade e uma linguagem corporal confiante, essa habilidade representa exatamente isso.
Bônus: +15 CAR.
Custo: 15 SP +1 por ação.

3-
interações sociais escreveu:
- Prática de Relacionamento - Intimidar - Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Relacionamento - Liderança - Nível 10 – 1000/MAX.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
Hagatsune

Mensagens : 566
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   17/12/18, 02:25 am

Sam olhou pra T'challa pensativo. -Vai demorar um tanto fazer isso, são milhares de incêndios, mas os mais intensos foram em variações de dias. Uns nos dias 6 e 11, outros nos referentes meses 4 e 10. -Respondeu ele sério. -Porém isso é uma pequena base diante da quantidade de incêndios. -Completou cruzando os braços. -Sim, eu sei bastante sobre demônios. -Respondeu Castiel olhando pra T'challa e em seguida pra mulata. -Eu acho que esse simbolo não vai representar aqui algo como proteção, mas talvez deixe os demônios longe também. -Comentou ainda pensativo, enquanto Sam desenhava três símbolos num papel.



-Esse primeiro, peço que não o utilizem perto de Castiel. É anti-anjos e afasta demônios também, só pode ser feito com sangue. -Comentou mostrando o primeiro símbolo. -O segundo usaremos aqui, ele lacrará este apartamento contra qualquer demônio, como se aqui fosse um cofre. -Explicou e mostrou o terceiro símbolo. -Este é uma armadilha contra demônios, no caso ele prende o demônio que entrar dentro deste símbolo. -Explicou e de fato todos saberiam sobre como usar e pra que usar aqueles símbolos. -Devemos desenhar o cofre em todas as portas para lacrar o lugar. -Afirmou Sam deixando algumas canetas vermelhas em cima da mesa e Castiel já pegava uma. Nisso o grupo decidiria o que deveriam fazer a partir dali, a porta estando destrancada caso alguém quisesse sair. Batman, apesar do esforço, não conseguiria passar muita igualdade perante T'challa, olhando no fundo dos olhos de uma fera, de tal forma que sentiria como se estivesse sendo caçado por algo, lhe deixando incomodado e acuado, porém não demonstraria isso graças à seu auto controle.[/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Onúris
Boss
Boss
Onúris

Mensagens : 1080
Localização : Wakanda

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
8790/9000  (8790/9000)
HP HP:
540/540  (540/540)
SP SP:
500/500  (500/500)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   17/12/18, 11:00 am



- Não duvido das suas capacidades dedutivas, entretanto rumarmos para o centro dessa atividade espiritual sem um plano de ação ou ideia do que lidamos pode ser perigoso. - Disse num tom calmo, porém com um olhar penetrante direcionado diretamente aos olhos do homem com roupa de morcego. - Determinar os eventos de maneira a entendermos quem, quando e quantos foram mortos, poderá nos dar dicas da identidade do suposto demônio, afinal a demonologia é muito vasta, especialmente com uma miscigenação cultural grande como a do mundo atual. - Continuou ainda olhando-o nos olhos. - Quanto aos sobrenaturais da região... - Comentou colocando a mão direita ao queixo, pensativo. - Entrevistar algum deles, especialmente alguém bem antigo na região pode ser uma boa ideia, de fato. - Finalizou com um sorriso satisfeito no rosto, deixando os dentes aparecerem, nada sobrenatural no entanto, apenas um sorriso de boca aberta e amigável. - Armadilhas e proteções contra os demônios, a magia com sangue é perigosa para Castiel, mas o quanto? Deixe para lá, evitarei de usar isso na presença dele, e creio que os outros também o farão. Ajudarei a marcar as proteções com vocês, por via das dúvidas vamos deixar armadilhas prontas em baixo de tapetes ou móveis estratégicos, para onde possamos atrair qualquer invasor. - A seguir iria se dirigir a Sam e a todos, fazendo com que seu olhar e sua voz os alcançasse uniformemente. - Se puderem me apontar uma direção, em qual dos apartamentos poderei encontrar alguém no perfil que citei, caso contrário não se aflijam, posso encontrar um suricato a mais de dez quilômetros mesmo em mata fechada e com chuva. - A seguir ele deixaria seus olhos brilharem felinos mais uma vez, num tom verde e aspecto animal, enquanto focava seus sentidos, tentando pegar no ar qualquer odor sobrenatural, de preferência algum metamorfo. Assim que tudo estivesse pronto e tivesse um rastro ou dica, iria de encontro a tal.


Capacidades escreveu:
- +15 nos Testes de Rastreamento (Racial)
- +10 em Testes de Práticas de Sobrevivências (Disciplina)
- +15 em Testes de Práticas de Sobrevivências (Capacidade)
- Prática de Sobrevivência – Caçar / Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Sobrevivência – Rastrear / Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural / Nível 10 – 1000/MAX.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ximeerra
Membros
Membros
Ximeerra

Mensagens : 308
Localização : Rio Grande do Sul

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
5670/6000  (5670/6000)
HP HP:
360/360  (360/360)
SP SP:
570/570  (570/570)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   18/12/18, 03:56 am

- Eu ainda tô um pouco confusa de como vamos nos dividir nessa investigação...se tivermos que nos separar, eu sugiro ter um detetive pra vasculhar bem os quartos e um indivíduo com uma boa influência misticista nos dois grupos. Mirem, eu não tô duvidando da capacidade os maludos, mas acham mesmo que o Castiel deveria vir só comigo? Vamos fechar a estratégia pra não ficarmos rodando em círculos, gajos. - Bateria as palmas para chamar a atenção do grupo para a sua suposição, abordando-se com um tom de voz mais agravado, porém sensato. - Bom, de qualquer jeito, o Daren aqui tá certo, ninguém usa esse primeiro símbolo a não ser que seja incompreensivelmente necessário. Até porque isso aí tem cara de que precisa mais do que uma doaçãozinha de sangue prum banco normal pra fazer funcionar... Além do mais, euzinha também sou voluntária pra papear com esses espíritos, e assim espero que sem botar os cachorros pra brigar. - Reforça a sugestão de Onúris e de si mesma, assim olhando para o primeiro glifo com um certo desdém.
   A gaúcha pega uma caneta vermelha distribuída, após visualizar e buscar memorizar todos os três símbolos desenhando-os no ar para acrescentar em sua memória muscular. Ainda curiosa com a etimologia dos glifos, puxa para a própria memória se já tivesse avistado algo similar em seus estudos, e assim volta o olhar para Sam e Castiel. - Ei ei, me digam duas coisinhas... Primeiro, por um acaso, esses bichos malignos têm medo desses símbolos? Esse primeiro aqui principalmente...típico de histórias clássicas de terror, vampiros se intimidam com cruzes, se mostrássemos um desenho desse na frente desses encostos, alguns deles se borram pra longe também? - Faria o esforço de demonstrar sua arte ilusória com a caneta vermelha em sua mão, desenhando os três símbolos no ar no meio da roda, com a intenção de apresentar as ilustrações com a devida cor e traços como uma ilusões de ótica, também alertando gesticulosamente ao Castiel antes de desenhar o primeiro glifo por último à sua frente.
   - Segundo...sugerindo que vamos desenhar o terceiro glifo abaixo das portas e nas entradas dos corredores dos quartos, também seria viável desenhar o segundo no lado de fora das janelas da nossa base? Porque se sim, euzinha posso muito bem grafitar o exterior, só pra ter certeza que nenhum capeta voador ou até escalador venha se entrosar! - Levemente entusiasmada, ergue a caneta em sua mão, esbanjando uma aura quase animalesca,principalmente com o escurecimento de seus olhos e posicionamento de seus braços e pernas, apenas aguardando a próxima ordem.

Açôes escreveu:
1. Sugestão em grupo.
Habilidade:
 
Capacidades:
 
2. Fazer leitura dos três símbolos no papel para buscar memória de literatura.
Capacidades:
 
3. Ilustrar os três glifos no ar através de ilusão.
Capacidades:
 
4. Questão quanto o uso dos glifos.

5 à 8. Esquiva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
mestrej

Mensagens : 176

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
2050/2500  (2050/2500)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
210/210  (210/210)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   18/12/18, 06:12 pm

T`challa era bastante persuasivo e, portanto, um nervosismo se infiltrou nas emoções controladas de Batman conseguindo fazer ele tremer uma das sobrancelhas de maneira quase imperceptível na tentativa de manter um rosto forte, por um instante ele acabou prendendo a respiração em tensão antes de conseguir espantar tudo aquilo.
-Se você insiste, talvez as pistas as pistas não estejam tão frias quanto eu acreditava.
Ele deu as costas para T`challa fazendo um esforço para não demonstrar em seus passos ou nos movimentos de seus ombros a tensão e se dirigiu para Sam.
-As vítimas no centro dos incêndios maiores compartilham quais características em comum? Quaisquer características servem. – falou sentando-se no sofá perto de Sam.

Ele tomou nota dos símbolos e depois voltou para o mapa usando agora suas habilidades cartográficas e geologia para tentar retirar mais alguma cosia.
Suspirando ele pegou uma das canetas e foi até a porta da frente colocando o símbolo armadilha desenhado bem no chão da entrara, depois puxou um tapete para cobri-lo, depois colocou o mesmo na porta que levava a cozinha e um no corredor que levava a sala, enquanto ouvi a mulher do grupo
-Ela é uma menina pássaro... isso me deu uma ideia, mas para outro momento.

Então ele voltou e começou a procurar papel que ele pudesse usar desenhando o mesmo símbolo em quantos pudesse de uma vez sem errar (quantas ações me sobrarem de acordo com a narradora)
-Melena, já que você pode voar, por favor saia pela janela e verifique se é seguro deixar o prédio, veja se não estamos sendo seguidos ou observados, se a algo incomum nas proximidades do prédio. Mas não pise nas linhas de sal ao sair!

teste do mapa escreveu:
- Conhecimento – Cartografia - Nível 10 – 1000/MAX. +10 Título - Professor Versátil +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares
- Conhecimento - Geologia - Nível 10 – 1000/MAX. +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares
montando armadilhas escreveu:
- Prática de Sobrevivência – Armadilhas - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Magia Divina - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural - Nível 10 – 1000/MAX.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
Hagatsune

Mensagens : 566
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   19/12/18, 11:47 pm

Sam e Castiel permaneceriam quietos enquanto T'challa falava com Batman, pensativos e atentos ao que era dito pelos integrantes do grupo, até que Xemeerra comentou do símbolo. -É só desenhar o símbolo com o sangue, não precisa de muito. -Comentou Sam. -Mas isso faz com que eu automaticamente seja expulso do lugar e volte pro céu. -Completou Castiel de forma séria explicando o que aconteceria com ele de fato. Sam ouviu a pergunta da morena e sorriu. -Não, infelizmente, só impede que entrem ou prendem eles dentro do círculo. Acho que será mais fácil entender como funciona vendo. -Respondeu tentando explicar de maneira clara. Os dois olharam quando ela começou a pintar o ar enquanto viam de fato os símbolos sendo desenhados. -Não, este terceiro não é pra desenhar pelo lado de fora, na verdade nenhum deles é. Este podemos desenhar debaixo de tapetes, acentos de cadeiras, locais onde um demônio possa pisar pra ficar preso, quase como uma ratoeira. O triângulo deve ser desenhado por dentro do apartamento ou poderá ser quebrado facilmente. Já o primeiro, em qualquer superfície que seja desenhado com seu sangue, assim que sua mão for colocada no centro do símbolo, ele se ativa. Por isso a pessoa que o desenhou é quem deve ativar. -Explicou mais detalhadamente como funcionavam. Após isso, Sam voltou a olhar pra Batman. -Todas tinham seis membros na família, e os números de suas casas ou apartamentos eram relacionados à 10, 04 ou 11. -Disse repetindo essas informações. Mesmo olhando atentamente pro mapa, ele só veria o que já estava descoberto, e que fora impresso do google maps. Fora isso nada a mais. Ele não teria problemas em desenhar os símbolos, levando consigo rascunhos do mesmo, podendo fazer uma réplica de cada um pra guardar consigo. -T'challa aqui no prédio não sei se tem rastros de demônios, não tenho nada que indique isso, mas se quiser investigar pode. -Disse Sam, enquanto T'challa usaria seus dotes de rastreador, conseguindo sentir várias almas pelo prédio. Seriam centenas almas, tantas que ele jamais pensou um dia sentir fora de uma guerra. Porém no perímetro do prédio só haveriam elas, nenhum outro tipo de sobrenatural, mas que o faria ir na direção em que a energia sentida era mais forte, deixando o resto do grupo lá no apartamento.

Teste rastrear (Onuris)

Tópico Onuris
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Ximeerra
Membros
Membros
Ximeerra

Mensagens : 308
Localização : Rio Grande do Sul

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
5670/6000  (5670/6000)
HP HP:
360/360  (360/360)
SP SP:
570/570  (570/570)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   20/12/18, 10:41 pm

- Agradecida por explicarem os glifos, então eu não preciso avoar agora. Então eu só vou ajudar a colocar os símbolos nas entradas entre os corredores mesmo. - Diz a gaúcha acalmando os músculos voltando a sua essência humana, assim copiando ilustradamente o primeiro e o terceiro glifo nos papéis mais próximos de si, com o primeiro sendo feito em apenas um rascunho dobrado para debaixo do chapéu, com o terceiro glifo transcrito no chão da entrada do corredor e debaixo das portas dos respectivos quartos e o banheiro. O segundo glifo deixara por ato de um dos três, enquanto implantava as armadilhas no solo.
   Voltando para a sala, percebe que Onúris estaria se adiantando quanto a investigação, começando a rastrear o mesmo andar que estavam. - E aí vai o guapo, espero que ele esteja ciente na cachola do que tá fazendo sozinho. - Comenta preocupada quanto o início imediato e individual do herdeiro. - Eu mesma sou muito cautelosa quanto espiritismo, mesmo sendo um tanto capacitada pra encarar esse tipo de coisa, então eu adoraria ser acompanhada pra essa empreitada. - Estabelece sua vontade enquanto olharia os três homens tentando condicionar o agrupamento devido para justificar uma junção ou uma divisão. - Me parece que não é uma boa idéia me jogar nos braços de vocês dois, até porque tenho quase certeza de que 'cês têm um plano pra trabalharem em dupla desde que vieram pra cá... Se for o caso, eu tenho problema nenhum pra começar a vasculhar com o de asa atrofiada aqui, ele me parece bagual. - Comenta para Sam e Castiel, enquanto se aproximava de Batman, enquanto coçava as madeixas ainda buscando trabalhar com a democracia da roda. - Ou até podemos ir nós quatro juntos até onde der, nem sei o que nos espera nessas bandas e vai saber se é uma boa idéia nos separar, mas talvez sejam muitos jegues pra uma carroça só se olhar pra esse lado, e não vamos acabar o trabalho da forma mais abrangente e rápida se for assim... -
   Ainda pensativa, quase rangendo os dentes com o improvável, respiraria fundo e se lembra de um plano mais sensato quanto a informação necessária relacionada ao prédio em si. - Bah! De qualquer maneira, um de nós vai ter que ir bater na porta do síndico desse prédio. E eu já quero começar daí! Se alguém quiser vir me acompanhar, então que seja. - Batendo as palmas do pé aonde pisava, exigiria uma única condição até que se dirige próxima a porta. - É só me falarem qual o andar e apartamento desse ou dessa autoridade que eu já me agilizo! -

Ações escreveu:
1. Desenhar o primeiro glifo em um papel guardando-o debaixo de seu chapéu.
2. Desenhar o terceiro glifo múltiplas vezes no chão do corredor e das entradas dos quartos e banheiros. (Número de ações determinadas pela narradora.)
Capacidades:
 

Habilidades Ativadas:
 

Capacidades Usadas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
mestrej

Mensagens : 176

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
2050/2500  (2050/2500)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
210/210  (210/210)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   21/12/18, 12:43 pm

Batman tirou alguns instantes para se voltar para seus próprio pensamentos enquanto dobrava cuidadosamente os papeis e colocava em seu cinto, enquanto usava seu grande conhecimento de teologia, literatura, matemática e seus estudos sobre sobrenatural.
-Certo, vamos jogar um pouco com a numerologia: 6 Por ser um a menos que sete, que geralmente representa algo completo, o número seis pode representar algo incompleto ou imperfeito, ou então algo relacionado aos inimigos de Deus. 10 esse número pode representar totalidade ou soma de algo. 4 pode representar algo que cumpre plenamente seu objetivo. Por exemplo, “os quatro ventos da terra” representam forças destrutivas que vêm dos quatro pontos cardeais, ou seja, de todas as direções e cobrindo toda a Terra. Mas 11 não possui significado, apesar de 12 Pelo visto, esse número representa algo completo, organizado e instituído por Deus. Por exemplo, na visão que o apóstolo João teve dos céus, havia uma cidade com “doze pedras de alicerce, e sobre elas os doze nomes dos doze apóstolos”.

Com um estalo de dedos ele tentou chamar a atenção momentaneamente de maneira suave enquanto entregava suas suposições com um rosto frio e calculista, como alguém que chegou a uma conclusão óbvia e duvidava que fosse a resposta correta por conta disso.
-O número 11 não se encaixa na numerologia, literalmente os números estão dizendo que algo incompleto precisa ser somado com algo que cumpre seu proposito para o que quer que 11 se referencie. Será que não tem algum demônio conhecido que seja referenciado como o decimo primeiro ou que é o 11 em uma lista especifica? Qualquer coisa relacionada a isso? O decimo primeiro capitulo de um livro de demonologia talvez? Quero dizer Asmodeu tem referência a novembro, o mês 11, mas vocês dois são os especialistas aqui, deem sua opinião, de qualquer maneira é apenas uma hipótese.

Enquanto ouvia a resposta deles a sua suposição ele não pode deixar de puxar por alto algumas informações sobre a demonologia que ele conseguia pensar pelos altos.
-O Destruidor é um dos mais antigos demônios, o pai dos jogos, do mistério e da perversidade. Sua meta é a destruição aos que a merecem. É tido como um dos cinco príncipes do inferno é o demônio do sexo e da Luxúria, podendo tanto desunir como unir casais. Na Bíblia, (Livro de Tobias), é este o demônio responsável pela morte dos noivos de Sara.
Certas teses demonológicas advogam que Asmodeus é filho de Adão e Lilith, sendo que foi gerado quando Lilith ainda era esposa de Adão e ambos viviam no paraíso. Mais tarde Lúcifer, veio a possuir Eva, (a segunda mulher de Adão), e desse segundo relacionamento sexual nasceu Caim. Caim e Asmodeus são por isso os primeiros primogênitos da história humana, ambos condenados aos domínios infernais.


Levantando do sofá com toda a conversa feita ao redor ele gira os ombros e o pescoço um pouco cansado.
-Tudo bem, estou um pouco cansado de revisar as informações que já temos, eu acredito que é hora de sair para fazer perguntas, esse prédio ainda tem muita atividade sobrenatural, então talvez os moradores saibam de algo, o que vocês sabem dos moradores?

Ele espera toda a informação vir do par de especialistas sobre o assunto e vendo Milena adiantar seu próximo palpite ele pega a informação e se dirige para a porta, mas para no ultimo instante e passa uma ultima instrução:
-Sam e Castiel, por favor vão verificar os apartamentos com números relacionados a 10, 04, 11. Irei com Milena falar com o sindico do prédio e depois irei falar com quaisquer dos moradores que possa ter informações ou famílias de 6 membros, nos encontramos aqui assim que acabarmos, caso algo de errado retornamos para cá e usamos essa sala como um porto seguro. Até mais tarde.

Assim ele saiu da sala e se dirigiu ao encontro do sindico tomando cuidado com o corredor e se preparando para lutar se fosse necessário.

ações escreveu:
1-
base para suposição escreveu:
- Conhecimento – Teologia - Nível 10 – 1000/MAX. +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares
- Conhecimento – Literatura - Nível 10 – 1000/MAX. +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares + Professor Versátil +10 em todos os conhecimentos dessa capacidade
- Conhecimento – Matemática - Nível 10 – 1000/MAX. +20 em testes em conhecimentos universitários ou escolares.
- Conhecimento – Magia Divina - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural - Nível 10 – 1000/MAX.

2-
passar as instruções escreveu:
- Prática de Relacionamento - Intimidar - Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Relacionamento - Liderança - Nível 10 – 1000/MAX.

3-
habilidade:
 

4-
cuidado com o corredor escreveu:
- Especial - Conhecimento de Terreno (+1 em todos os niveladores em ambientes conhecidos)
- Prática de Sobrevivência - Noção de Ambiente - Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Sobrevivência – Armadilhas - Nível 10 – 1000/MAX.

-5, 6 e 7- esquiva
habilidades já ativas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
Hagatsune

Mensagens : 566
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   21/12/18, 11:34 pm

-Sem problema Melena, pode escolher o que preferir, nãos nos importamos se quiser vir conosco. -Disse Sam sorrindo e Castiel concordou. -Cas, que tal se você for averiguar a região ao redor do prédio? -Perguntou ele. -Posso fazer isso. -Disse sério enquanto saía pela porta com sua postura rígida de sempre. Nisso Batman comentava sobre a numerologia, o que fez Sam balançar a cabeça algumas vezes e outras ficar pensativo. -O número 10 pode não ser necessariamente a soma de algo, mas se pensarmos no 1 como o início e o 0 como o final, isso pode representar o final de algo pra começar algo... O número 6 também é representado em muitas religiões, se não todas, como o número da besta... E por fim o 11... O número 10 é representado pelo número de Deus, o princípio e o fim, no caso do 11, o principio e somente isso, um passo além de Deus. -Disse Sam bem pensativo, como se lembrasse de tudo o que já estudou em sua vida de caçador. Olhou pra Ximeerra respondendo sua pergunta. -O síndico é no primeiro andar, número 07. -Disse Sam se aproximando dela. -Vamos nós três juntos, como disse antes, o resto do prédio tem espíritos, e alguns são fortes e agressivos. -Parou para ouvir o plano de Batman e sorriu. -Ok, eu vou bater nas portas enquanto você e Melena vão lá no sindico. -Afirmou se preparando pra sair, pegando algumas armas de fogo e guardando-as abaixo da jaqueta enquanto abria a porta para os integrantes do grupo sair do apartamento. Eles podiam seguir pelo corredor sem qualquer problema, podendo pegar o elevador para ir ao primeiro andar. Já Sam, ele iria pelas escadas, de andar à andar. Conforme o elevador descia para o primeiro andar, ambos sentiriam a diferença da tensão do ar do andar 10 com os outros andares. Chegando no primeiro andar, assim que a porta se abrisse eles sentiriam o ambiente gelar, chegando a arrepiar Melena e sair fumaça da boca de ambos, como se estivesse realmente muito frio. O corredor era idêntico ao outro, tendo a mesma quantidade de portas e os números 2, 4, 6 e 8.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Ximeerra
Membros
Membros
Ximeerra

Mensagens : 308
Localização : Rio Grande do Sul

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
5670/6000  (5670/6000)
HP HP:
360/360  (360/360)
SP SP:
570/570  (570/570)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   22/12/18, 07:48 am

Com a necessidade de testar o elevador, a gaúcha percebe a tensão de dentro do mesmo a cada andar que descia, se segurando nas paredes e se contorcendo com a baixa temperatura que segue a ida para o primeiro andar. - Affê! Q-que f-friagem é-é essa?! M-minha m-mãezinha, q-quanto d-de s-sal esses and-d-dares p-precisam?! - Tentara gritar seu pavor com a voz mais afinada e gaga quanto ao clima do ambiente. - Hehe...e dizem que piriguetes não sentem frio...será que eu deveria me sentir aliviada agora? -
   Ao sair da porta do elevador e chegar ao destino, a mulata sente ainda mais frio com a intensidade do corredor, amedrontada ainda mais pelo fato do corredor ser aparentemente idêntico ao décimo que esteve, respiraria mais rapidamente pela boca e se espanta ao perceber a fumaça gélida saindo de seus pulmões. Com os olhos esbugalhados, se agravam ao ver as numerações pares dos apartamentos não batendo a descrição ímpar da residência do síndico. - Ai ai, q-que m-maravilha...esse f-frio já tava m-me d-dando idéias, e agora t-têm essa. S-Será que o S-Sansão errou o a-p-pê do g-gajo, ou s-será que c-caímos num andar d-diferente...em outra dimensão?! O g-guapo desceu p-pelas e-escadas, se f-for assim, s-será que ele v-vai c-conseguir cheg-gar por aqui? - Questiona segurando a cabeleira cobrindo as bochechas, até que compulsivamente puxa sua rabeca de sua mochila e começa a tocar uma única nota baixa com o polegar direito, tomando um estado de serenidade para pensar estreitamente, respirando de forma estável e se acostumando ao poucos com a baixa temperatura, retomando sua articulação vocal.
   - Bah! Como nós discutimos, vai ter coisa pior daqui pra frente. Esse clima tá me incomodando...'xa eu ver uma coisinha aqui... - Melena comenta enquanto toca seu instrumento, até que tentaria canalizar seu elemento característico entre seus dedos até as linhas do violino, terminaria o acorde apontando o fim da rabeca para a sua mão direita gotejando o que conseguiria projetar de água ainda líquida dentro de seu punho quase fechado, experimentando os efeitos da temperatura do ambiente.
   Após o experimento, guarda seu instrumento e volta sua atenção para as quatro portas de numerações pares, mais calma que antes, agora pensativa de como deveria prosseguir. - Heh, se isso for mais numerologia... De qualquer jeito, já espero o capiroto estar atrás de uma dessas portas, eu já sugiro pelo menos bisolharmos essas entradas antes de bater em uma delas mesmo, que tal guapo? - Diz sua idéia de cautela enquanto apoia a mão no ombro de Batman, tapeando como um gesto de fortitude. - Bom, vamos dividir, eu vou ver os apês 2 e 4, você esses restantes como queira. - Ao dar a sugestão, dirige-se próxima aos apartamentos devidos, observando de mais de perto e cautelosamente encostando as mãos e o ouvido para tentar perceber vibrações e ou sons, seguindo de uma breve visão através das fechaduras, mantendo seus pés leves para qualquer presença brusca.

Ações escreveu:
1. Canalizar um punhado de água líquida ao tocar o instrumento seguindo de um breve teste de estado físico.
Capacidades:
 
2 e 3. Vasculhar portas 2 e 4.
Capacidades:
 
4 à 8. Esquiva.

Capacidades Usadas:
 

Habilidades Ativas:
 

Vantagens e Desvantagens:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
mestrej

Mensagens : 176

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
2050/2500  (2050/2500)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
210/210  (210/210)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   23/12/18, 01:21 am

Castiel saiu para verificar o perímetro e com apenas um reconhecimento por tarde de Batman com um aceno de cabeça.
-Parece que faltam regras para exatificar o funcionamento da magia... bem é por isso que chamam de artes magicas e não ciências magicas ou algo assim. O que quer dizer que minha suposição pode não ser válida, nos deixando sem suspeito. -Comentou com Sam enquanto ia para o elevador.

Batman simplesmente não demonstrou nem uma reação notável na mudança dos andares, apesar de um observador muito atencioso talvez poder notar que ele estava ficando de prontidão para quando a porta se abrisse, o frio quase não o afetou grassas ao seu uniforme e auto controle, mas o corredor chegou a irrita-lo um pouco quando notou como ele estava.
-O 7 se foi, não uma surpresa, mas um incomodo real. Estranho, por que fantasmas de fogo deixariam o andar frio? Ou será que foram os moradores? Talvez o Sam consiga chegar aqui. Vamos direto para a armadilha com tática.

Ele então puxou sua espadada e esculpiu no chão na frente da porta número 6 o símbolo armadilha, adicionou uma pitada de sal e por fim arrombou a porta de maneira exagerada e recuou jogando uma granada para dentro, ficando pronto para recuar para evitar ataques. Caso nada pulasse para fora ele iria fazer uma análise do interior a partir da porta.

ações escreveu:
1-montar a armadilha
2 e 3-Trocar bumerangue por granada
4-Arombrar a porta
5- Testes de conhecimento para o interior da sala
6- Jogar granada
7- Esquiva.
capacidades usadas escreveu:
- Prática de Sobrevivência - Arrombamento - Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Sobrevivência - Noção de Ambiente - Nível 10 – 1000/MAX.
- Prática de Sobrevivência – Armadilhas - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Magia Divina - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Magia Arcana - Nível 10 – 1000/MAX.
- Título - Investigador Forense (+10 em resoluções de enigmas em cenas de crime, +15 com Rastreador)
- Conhecimento – Artefatos Místicos - Nível 10 – 1000/MAX.
sangramento escreveu:
mestrej efetuou 1 lançamento(s) de dados (D100.) :
73
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
Hagatsune

Mensagens : 566
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   01/01/19, 10:10 pm



O ar gélido poderia dar certo incômodo neles, porém nada além disso e de suas respirações sair fumaça. Não haveria qualquer tipo de ventilação de ar para que aquele gelo fosse culpa dos moradores, sendo este de causa sobrenatural. Ambos saberiam que aquele gelo era culpa dos espíritos que vagavam por ali, e estavam por perto. Após Ximeerra tocar seu instrumento, por alguma razão a friagem passou, acabando com o desconforto e com a fumaça a cada respiração. Dessa forma, se separaram para que cada um ficasse com um número de apartamentos para análise. Conforme Ximeerra se aproximava da primeira porta, sendo esta a número 2, ela poderia ouvir o barulho de uma TV passando uma novela, algumas vezes alguém parecia rir, porém nada anormal. Dessa forma ela iria para a segunda porta, número 4, e nesse mesmo instante, Batman marcava o chão na frente da porta numero 6, desenhando o símbolo da armadilha do diabo e jogando um pouco de sal. No momento em que Ximeerra põe o ouvido sobre a porta, Batman dá um chute na porta dele, e a mesma tomba no chão. Como se não bastasse, ele lança uma bomba dentro do apartamento e em alguns segundos ela explode, fazendo a estrutura do prédio tremer e uma grande fumaça sair pela porta junto com labaredas de fogo. O som da explosão seria tão alto, que ambos os dois que estavam ali próximos perderiam a audição por alguns minutos. Nesse mesmo instante, o ar voltaria a ficar frio, porém era um frio mais intenso, o qual faria a espinha dos dois tremer, como se algo sobrenatural muito forte estivesse despertando. O fogo dentro do apartamento queimava tudo ao redor, como se estivesse faminto, porém por alguma razão, ele mudou de cor, se tornando azul. Nesse instante, os dois sentiriam como se o tempo parasse e por mais que tentassem se mover não conseguiriam. Nisso, alguns espíritos apareceram, nervosos e irritados, na frente deles e ao redor deles, e eles voltariam a se mover livremente. Seriam ao todo 10 espíritos no corredor, preparados para atacá-los. Na maior parte deles, seus corpos estavam feridos de queimaduras, deteriorados, com roupas rasgadas, olhos fundos e pele bem pálida.

Off escreveu:
Como são muitos espíritos, vocês terão o dobro de suas ações nesta batalha, ou seja: Robert tem 14 ações e Ximeerra 16 ações. Sejam espertos, VALENDOOO!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Ximeerra
Membros
Membros
Ximeerra

Mensagens : 308
Localização : Rio Grande do Sul

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
5670/6000  (5670/6000)
HP HP:
360/360  (360/360)
SP SP:
570/570  (570/570)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   02/01/19, 01:54 am

Música Tema - Espírito Sereno



- Novela, risadinhas, parece ser só uma família feliz aqui... - Pensa sorridente, se aproxima da próxima porta ao lado para vasculhar. Enquanto se concentrava nos sons sutis do interior do apartamento, se estranha com a implementação do glifo próxima à porta 6, e se espanta com a atitude bárbara de Batman ao arrombar a porta com o pé e atirar uma granada de seu cinto. - Espera...mas que POR-... - Apesar da tentativa sussurrar sua reação e cobrir seus ouvidos no último segundo que a explosão ocorresse, a gaúcha ficaria surda por alguns segundos, e sentiria o frio anterior voltar em sua espinha com uma força maior, apesar dos calafrios, Melena ainda se encontrava espantada e furiosa demais para contestar o clima gélido, sentindo seu sangue ferver em seu corpo ao visualizar o dano que o detetive havia causado em um abrupto momento. - MAS O QUE CARALHOS VOCÊ T-... - Imediatamente, a mulata fecha sua própria boca ao perceber que estava acrescentando para a perturbação do ambiente com a sua voz, tentando averiguar uma forma de expressão contra Robert e mais adequada para o caos em seu redor. - Credo! Já tá com o diabo no corpo, tchê?! O que 'cê tava pensando que isso ia fazer?! Podia ter uma família lá dentro!! - Ainda com as mãos na boca, falava com o volume baixo ainda agravando sua voz com o olhar revoltado contra Batman.
  Melena quase chora de frustração com o que observa do interior do apartamento detonado, sem capacidade de vasculhar aprofundadamente, até que o fogo incendiário se torna azul. Como um choque, se sente temporariamente paralisada com a gravidez sobrenatural dos espíritos que estavam em seu caminho para o assalto. Eventualmente, sua consciência voltaria, e seu instinto pacifista se atiçaria como prioridade antes que pensasse em dissolver os danos do apartamento. - Acalmar esses pobres indivíduos é a nossa prioridade agora, prepara esse glifo aí em todo caso! - Sussurra para Robert enquanto colocava sua rabeca devolta para seu braço, aquece o instrumento ao tocar uma nota baixa até que aumentasse aplicando um encantamento espiritual para o detetive.
   - Eu não tenho vontade de machucar vocês! Minhas figuras maternas não me permitiriam isso sem antes um gesto de simpatia de minha pessoa! - Brama sua voz ao levantar-se, após se deparar com a dezena de espíritos pálidos e danificados ao seu redor, com uma expressão que disfarçasse seu medo que eventualmente se tornaria um rosto que abrangeria compreensão. A instrumentalista contorce seu corpo com as suas pernas para o lado de forma berrante, com seu cabelo caído retamente e com a sua palma direita exposta sendo moldada no ar através da água arcana que utilizou, uma mão aquosa como símbolo de atenção para os espíritos, servindo de contraste das chamas do ambiente. Na mesma pose, começa tocar uma breve sinfonia adormentadora e curativa, traduzida em seu violino artesanal, um soar que procurasse a brecha espiritual de quem a escutasse. Seu torso de permanece estagnado, e seus quadris abaixo leves e flexíveis para passos ágeis, enquanto circularia sutilmente em sua posição como uma dança cigana e encararia cada espírito nos olhos durante seu ato de diplomacia.

Ações escreveu:
1. Ativar Épica Gregória (bônus de atributo à escolha de Batman)
Habilidade:
 
2. Moldar uma mão aberta no ar através de água arcana.
Capacidades:
 
3. Tocar o instrumento mágico equipado para acalmar os espíritos. (31 + 25 de Habilidade = 56 CAR)
Capacidades:
 

4 à 16. Esquivas caso necessárias.

Habilidades Ativas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mestrej
Membros
Membros
mestrej

Mensagens : 176

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
2050/2500  (2050/2500)
HP HP:
120/120  (120/120)
SP SP:
210/210  (210/210)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   02/01/19, 02:40 am

Batman na verdade não esperava que a granada fosse tão poderosa e esfregou uma orelha por um momento.
-Aquele chinês que o vendeu aquilo pela internet deve ter feito curso com um árabe. Nota para mim mesmo isso aqui não é uma granada para desorientar.
Deixando as palavras da passara caírem como se ele não se importasse para disfarçar sua mancada viu como os fantasmas surgiam tentando entender aquele evento sobrenatural mais profundamente, incluindo a paralisia que lhe atingiu.
Robert ficou serio e preparou sua espada pegando um punhado de sal e esfregando nela antes de sentiu o poder do pássaro chegar até ele tornando-o mais poderoso e aumentando sua habilidade com a espada então ele reuniu a sua habilidade magica para adicionar o poder de gelo para sua espada. Em um instante ele correu para cima dos fantasmas balançando sua espada e diversas vezes apunhalando e cortando, tentando faze-los sangrar e tentando cortar as pernas de um deles para incapacita-lo sem matar, mas estando pronto para recuar dos golpes.
ações escreveu:
1-Teste de conhecimento magico
- Conhecimento – Magia Divina - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Sobrenatural - Nível 10 – 1000/MAX.
- Conhecimento – Magia Arcana - Nível 10 – 1000/MAX.
2-Passar sal na espada
3-Adicionar o poder de gelo a espada (- Maestria Mágica - Gelo - Nível 10 – 1000/MAX.)
4 a 11- ataques com a espada e a maestria magica de gelo.
12 a 14- esquivas.
sangrar escreveu:
mestrej efetuou 7 lançamento(s) de dados (D100.) :
45 , 19 , 28 , 66 , 80 , 60 , 95
habilidades já ativas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hagatsune
Boss
Boss
Hagatsune

Mensagens : 566
Localização : Tenkai

Ficha do Personagem
Experiência Experiência:
500/500  (500/500)
HP HP:
100/100  (100/100)
SP SP:
500/1000  (500/1000)

MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   03/01/19, 06:19 pm


Robert embutiu sal na lâmina e em seguida, com sua maestria de gelo, fez sua espada ficar gélida a tal ponto que cristalizou ao ponto de sair fumaça da mesma. Enquanto isso, Ximeerra tentava acalma-los com sua música novamente, porém sem sucesso desta vez. Eles não pareciam ouvir ou serem tocados de alguma forma. Durante este tempo, alguns moradores saíram dos apartamentos ao lado da explosão, assustados e foram pegos pelos espíritos ao redor, matando-os com um único toque na altura do coração, causando uma parada cardíaca. Robert correu na direção dos espíritos furiosos, acertando todos pelo caminho, fazendo com que ao passo que eram acertados, o sal fazia sua função, fazendo-os sumir como se tivessem queimado suas almas. Porém, com esta visão, um garoto gritou, fazendo sangue sair dos ouvidos de Ximeerra e Robert, matou um dos moradores que estava próximo dele, e avançando em seguida nos dois heróis, acertando uma vez Ximeerra de raspão, conforme se aproximava lunaticamente de Robert, lhe acertando dois socos fortes que o faria ir pra trás e em seguida, com a mão aberta sobre o peito dele, tentando lhe causar uma parada cardíaca. De fato Robert poderia sentir seu coração disparando de uma tal forma, que desregularia sua respiração, porém o jovem permaneceria com a mão em seu peito até conseguir matá-lo, caso não fosse afastado rapidamente. O garoto era oriental pela forma de seus olhos e rosto bochechudo, seus cabelos eram curtos, bem lisos, e sua aparência não era deteriorada como a dos outros espíritos. -Vocês não vieram ajudar! Vieram nos torturar!! São amigos daqueles idiotas!!! -Disse o garoto irritado, seus olhos fundos transpassavam todo o ódio, e nisso, os espíritos que pareciam ter morrido voltariam a surgir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgfantasyworld.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Edifício Praça da Bandeira (Início)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Edifício Praça da Bandeira (Início)
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Praça Central
» Caça a Bandeira
» Praça Central
» Praça Central
» Escombros do Edifício Eclipse

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Multiverso da Fantasia RPG :: Quest's/Eventos/Nações :: Área de Eventos :: Arco 1 :: Edifício Praça da Bandeira-
Ir para: